Capitulo 18

N/A: Me desculpem pela demora, eu fiquei ligada em Robsten, nem se quer consegui escrever 😡

Avisinho no fim!

 

2º Fase – Capitulo 18 – Miami.

 

POV Bella

 

– Deixa eu dormir mais um pouquinho… – Anthony se embolou no edredom.

 

– Gatinho, já se passou das 11h00min.

 

– Por favor! – Ele resmungou.

 

Levantei da cama e andei pelo quarto, como quem não quer nada.

 

– Certo, então vou ligar para Rosalie e dizer que não vamos almoçar com eles hoje porque você está dormindo…

 

– Eu falei para você deixar eu dormir mais um pouquinho? – Ele jogou o edredom para o lado se sentado. – Eu quis dizer “Vamos quebrar o meu porquinho”.

 

Ri. Voltei para a cama e me sentei na sua frente. Passei a mão por seus cabelos bagunçados.

 

– Porque quer quebrar seu porquinho?

 

– Pra comprar Rosa para Rose. HAHA, entendeu? Rosa pra Rose. Muda só um número.

 

– Não é número, é letra.

 

Ele deu de ombros, pulou da cama e correu para a porta.

 

– Vamos logo, tia! Não podemos deixar Rose nos esperando.

 

Saímos do quarto e descemos para a cozinha.

 

– O que vai querer comer? – Perguntei a Anthony.

 

Ele torceu os lábios.

 

– To sem fome.

 

[…]

 

– Você entendeu tudo? – Soltei meu sinto e virei-me para olhar Anthony no banco de trás, ao lado de Renée.

 

– Sim… – Ele revirou os olhos – Nada de dar encima de Rose, não fazer bagunça e não falar bobeiras.

 

Thony sorriu.

 

– Você se esqueceu de um.

 

– Ah não…

 

– Anthony.

 

– Ta bom. – Ele suspirou e fez bico – Nada de chamar Tânia de banana.

 

– Perfeitamente. – Sorri. – Agora podemos ir.

 

POV Edward

 

 

A campainha tocou, Rosalie se levantou para abrir a porta.

 

Voltei minha atenção ao e-mail que estava digitando para minha secretaria, Karine, confirmando minha ausência nesse mês.

 

– Oi, Tio Edward.

 

Tirei os olhos do notebook.

 

– E ai sobrinho! – Baguncei os cabelos de Anthony. – Onde está sua tia?

 

– Com a Rose e a moça ruiva bonitona. – Sorriu torto.

 

– A moça ruiva bonitona é minha mãe…

 

Ele sorriu sem graça.

 

– Acho melhor eu ir… dar a rosa para a Rose.

 

– Ok.

 

Ele saiu correndo, olhando sobre o ombro. Eu ri.

 

– Não gosto daquele pirralho… – Meu irmão se jogou ao meu lado.

 

– Por quê?

 

– Ele está dando encima da minha catinha.

 

Revirei os olhos.

 

– Emmett, ele é só uma criança.

 

Meu mano deu de ombros e cruzou os braços.

 

– O que ta fazendo? – Inclinou-se para ver a tela do Notebook. – Vendo mulher pelada?

 

– Uow! – Anthony apareceu correndo e veio até nós. – Deixa eu ver também?

 

Revirei os olhos, incrédulo.

 

– Seus tarados, não têm nada aqui, estou escrevendo um e-mail para Karine, minha secretaria – Me levantei do sofá e apontei para meu irmão. – Emmett você vai se casar, então se comporte. E você… – Apontei para Anthony – Qual é garoto, você só tem 4 anos!

 

– Não! – O garoto revirou os olhos – Eu tenho 5 anos!

 

– E isso não significa que ele não possa gostar de mulheres! – Meu irmão se meteu. – Nós dois sempre víamos revistas escondidos.

 

– É isso ai. – O garoto ergueu a mão e tocou na de Emmett. – OMG, vocês viam revista de mulher pelada?! – O queixo de Anthony caiu – Você tem uma por ai?

 

– Não polua o garoto! – Puxei Anthony para longe de Emm. – Sua tia não vai gostar de saber disso.

 

– O que os olhos não vêem o coração não sente. Você não vai contar. – Ele sorriu. Não respondi – Ou vai?

 

– Contar o que?

 

Os olhos de Anthony saltaram para fora quando Bella chegou por trás dele.

 

– Que… que… – O garoto virou-se gaguejando – Que eu contei pra ele que a gente também vai pra Miami.

 

Arqueei uma sobrancelha com a ousadia do menino, mas espera… Bella vai para Miami?!

 

– Você… isso é mesmo verdade? – Segurei sua mão e a puxei para mais perto de mim.

Bella assentiu sorrindo. – Jura?!

 

– Sim. – Bella sorriu. – Consegui adiantar minhas férias.

 

– Ótimo… – Escorreguei a ponta dos meus dedos por suas costas. Bella tremeu.

 

– Eita! – Emmett se levantou do sofá e caminhou até Anthony – Estamos sobrando aqui.

 

– Pior. – O garoto riu – Vamos lá ver a nossa… quero dizer… a sua namorada.

 

Apoiei meu queixo em seu ombro, assistindo a discussão das duas crianças.…

 

– Vou te mostrar “a nossa” namorada. – Meu irmão grunhiu.

 

– Ei! Você é grandão, mas não é quatro. Eu posso muito bem te dar uns cascudão! – O pirralho levantou as mangas da blusa.

 

– Anthony! – Bella se desvencilhou dos meus braços, puxou o garoto para um canto e se abaixou, ficando do seu tamanho – O que eu falei sobre não fazer bagunça não falar besteiras muito menos dar encima de Rosalie? Entrou por um ouvido e saiu pelo outro?

 

 

POV Bella

 

 

– Foi mal… – Ele entortou os lábios de uma forma fofa. – Me desculpa?

 

Era impossível tentar repreende-lo…

 

– Certo. – Toquei sua bochecha. – Vou dizer pela ultimo vez, não quero que…

 

– Espera! – Ele enfiou a mão no bolso e tirou alguma coisa de lá, levando-o ao ouvido – Pronto, agora não vai sair pela outra orelha.

 

Coloquei a mão em sua orelha e puxei de lá algo pegajoso e melado.

 

– O que é isso?

 

– Chiclete. – Deu de ombros – Eu guardei pra mais tarde…

 

– Garoto! Você anda batendo a cabeça? Você não pode guardar um chiclete no bolso, nem chupá-lo depois, muito menos enfiá-lo na orelha.

 

– Droga! – Emmett resmungou. – Não pode mesmo?

 

– Claro que não!

 

– Puff… – O grandão levou as mãos ao bolso. – Até o de semana passada?

 

– UAU, você conseguiu guardar por uma semana?! – Anthony correu até ele, impressionado.

 

– É… – Emmett sorriu – Meu maior recorde foi o de 3 semanas, 1 dia, 3 horas e 22 minutos.

 

– Droga! – Meu sobrinho grunhiu – Eu sempre chupo de dia e guardo até a noite. – Anthony torceu os lábios – Mas eu tenho uma coleção, colado atrás do meu guarda-roupa e… – Abri a boca incrédula, Anthony travou, rodou nos calcanhares para me olhar – Oh merda!

 

– Anthony!

 

[…]

 

– Eu adoro macarronada! – Anthony se ajoelhou na cadeira.

 

– Comporte-se!

 

Segurei seus ombros e o sentei na cadeira.

 

– Bella, deixe o garoto. – Minha Tia Elizabeth riu. – Ele não está fazendo nada demais.

 

– Ouviu tia!

 

– Eu ouvi Anthony.

 

– Que gracinha! – Esme parou atrás da cadeira de Anthony e tocou seu rosto.

 

– Obrigada moça, você também é bonitona. – Thony deu seu sorriso torto. Carlisle pigarreou. Anthony o olhou amedrontado – Mas é casada e mãe do meu tio, então desculpa, não posso te dar uma chance.

 

Todos riram.

 

– Então… – Rosalie sorriu – Prove o macarrão, foi eu quem fiz.

 

– Nem preciso provar para saber que está ótimo, ele deve estar gostoso como voc…

 

Enrolei o macarrão no garfo e enfiei em sua boca. Anthony me olhou feio.

 

Inclinei-me para frente e colei meus lábios em seu ouvido.

 

– Você me prometeu…

 

Belisquei sua coxa

 

– Mi disciculpe tia. – Falou com a boca cheira. Ele engoliu o macarrão e soltou um gemido – Sua beliscadora!

 

 

POV Edward

 

 

 

Enquanto Bella e Anthony discutiam, eu a admirava.

 

Ela estava tão linda, tão perfeita…

 

Ergui minha mão e coloquei uma mecha de seu cabelo para de trás de sua orelha. Bella virou-se sorrindo para mim.

 

– Até agora não ganhei nenhum beijo… – Fiz bico.

 

Ela riu. Puxou-me pelo queixo e me deu um selinho.

 

– Prontinho! – Sorriu.

 

Revirei os olhos.

 

– Você chama isso de beijo?

 

Bella inclinou-se, roçando seus lábios nos meus, quando estava prestes a abocanhá-los…

 

– OLHA, BACON, EU ADORO BACON!

 

– Eu mereço! – Bella sussurrou contra meus lábios, rindo.

 

– Merece um beijo, bem gostoso.

 

Puxei seu queixo invadindo sua boca.

 

– EW! TÃO TROCANDO BABA!

 

Bella deitou a cabeça em meu ombro, rubra.

 

– Vamos almoçar. – Ela pediu, se endireitando na cadeira.

 

– Ela ficou envergonhada… – Emmett riu. – Que meiga.

 

– Emmett! – Mamãe o repreendeu.

 

– Qual é… – Meu irmão revirou os olhos. – Como se vocês dois nunca tivessem se beijado nossa frente. – Apontou para si, para minha mãe e depois para meu pai – Não posso crer que está envergonhada por isso. Se lembra de Port Angeles? Pois é, eu me lembro. Eu e você arrebentamos cantando Wannabe – Meu irmão limpou a garganta – Yo I’ll tell you what I want, what I really really want

 

– É… – Ri – Disso você tinha que se envergonhar.

 

Bella mordeu os lábios rindo.

 

– Onde está Tânya ban… – Anthony mordeu os lábios – Quero dizer, onde ta Tânya?

 

– Saiu. – Emmett deu de ombros. – Acho que ela cansou de dar encima de Edward…

 

Bella franziu a testa e me olhou.

 

– Não me olhe desse jeito. – Toquei a ruga que se formou em sua testa.

 

– De que jeito?

 

– De ciumenta.

 

Seus olhos rolaram.

 

– Eu? Ciumenta?

 

– Aham… – Ri. Apertei a ponta de seu nariz – Você sabe que é a única pra mim.

 

– Espera! – Rosalie pediu – O que eu perdi? Vocês estão juntos?

 

– Acho que sim… – Foi Anthony quem respondeu – Ontem eles chegaram em casa se agarrando.

 

– Anthony!

 

– Nem vem tia, eu vi. – O garoto sorriu – Depois ele pediu pra namorar com ela, e eu deixei.

 

– E o que você fazia acordado? – Renée indagou.

 

– Tava sem sono…

 

– Vocês jovens se ajeitam tão fácil – O pai de Rosalie sorriu – Demorei um mês para eu poder segurar a mão de Eliza, mais um mês para beijar seu rosto e quase dois meses para começarmos treinar para fazermos Rosalie com perfeição.

 

– Pai!

 

– John!

 

Todos rimos.

 

– Não. – Neguei – Bella e eu nos conhecemos há muito tempo.

 

– E como se conhecem.

 

– Emmett!

 

– Mãe, eu não falei nada demais!

 

Bella ignorou o infeliz comentário do meu irmão e voltou-se para seu tio.

 

– Morávamos em Forks, Edward e eu éramos namorados.

 

– Interessante. – Elizabeth sorriu – E porque se separaram?

 

– Mãe, quer arroz? – Rosalie cortou o assunto.

 

Depois disso Bella ficou quieta.

 

Não precisei perguntar o porquê, estava claro que ela – tanto quanto eu – não gostava de relembrar o “porque” do nosso termino.

 

O almoço procedeu tranquilamente.

 

– Tia… não quero mais. – Anthony resmungou.

 

– Meu amor, você nem tocou na comida. – Bella afagou seus cabelos. – Você não tomou café da manhã, precisa comer.

 

– Não consigo.

 

– Está se sentindo mal Anthony? – Meu pai perguntou.

 

– To cansado… – Ele bocejou.

 

– Dói em algum lugar?

 

– Não moço. – O pequeno sorriu – Obrigada.

 

– Por nada, e ah, pode me chamar de Carlisle.

 

O garoto assentiu.

 

– Deve estar assim por ter dormido tarde ontem, não é sobrinho?

 

– É tio.

 

 

POV Bella

 

 

Quando era 16h00min decidimos ir embora.

 

– Fica mais um pouco… – Edward apertou minha cintura.

 

Sorri.

 

– Precisamos ir, tenho que ir ao hospital e depois começar a arrumar nossas malas.

 

– Certo. – Beijei seus lábios que agora formavam um bico. – Pelo menos posso buscar vocês?

 

– Sim. – Enlacei seu pescoço com meus braços – Até amanhã.

 

Nosso vôo ia sair na madrugada.

 

– Eu posso chegar mais cedo? Nosso vôo sai às 3 da manhã, eu posso ir para sua casa tipo… às 22h00min.

 

Mordi os lábios contendo o riso.

 

– Pode chegar a hora que você quiser.

 

– Tipo… agora?

 

– Edward!

 

– Certo, eu sei quando não sou bem vindo.

 

Revirei os olhos. Fiquei na ponta dos pés e rocei meus lábios nos seus.

 

– Bobo…

 

– TIA, VAMOS! – Anthony gritou de dentro do carro. Olhei para trás e fiz sinal para que ele esperasse.

 

Quando voltei a olhar para Edward sua boca já buscava a minha.

 

Suspirei. Torci meus dedos em seus cabelos, puxando-o para mais perto de mim. A ponta de sua língua tocou na minha, eu a suguei.

 

Depois de alguns segundos, afastamo-nos ofegante. Sorrimos um para o outro.

 

Colei nossos lábios novamente, em um simples selinho e logo me afastei, indo para meu carro.

 

– Que demora! – Anthony fechou o sinto – Não to gostando dessa idéia de você ficar trocando baba com tio Edward na rua.

 

Ri.

 

– Ciúmes Thonyzinho?

 

– De você? – Ele bufou. – Nem rola.

 

– Ele está sim. – Renée provocou – As bochechas dele estão vermelhas e a respiração está acelerada.

 

– Tonhão ta com ciúmes! – Cantarolei.

 

– Não me chame de Tonhão!

 

– Tonhão!

 

– Ow vovó!!! – Ele resmungou.

 

– Bella, não chame Anthony de Tonhão. – Renée riu.

 

– Certo. – Liguei carro – Prometo não te chamar mais de Tonhão, Tonhão.

 

– Urgh!!!

 

[…]

 

– Nãoooooooooooooooooo! – Alice levou as mãos ao rosto.

 

– Alice, se controle! – Segurei seus ombros. – Só vou ficar fora por um mês e…

 

– Um mês? – Jacob entrou em minha sala – Nãooooooooooooooooo!

 

Pronto, agora eram dois.

 

– Parem com isso. – Pedi.

 

– Mas como assim? Porque vai ficar fora por um mês? Como vou viver sem você? – Alice jogou os braços ao redor do meu pescoço – Quem vai ficar me mandando parar de quicar? Quem vai falar para Jacob não apertar a bunda dos homens gostoso? Quem… quem…

 

Ri.

 

– Alice, eu só vou para Miami, nem é tão longe assim.

 

– Isso é uma permissão para fazermos uma visita a você? – Jacob sorriu – Eu adoro Miami. Aquela praia… aqueles homens sem camisa… só de sunga… Santo Deus das Bichas, me abana!

 

Revirei os olhos rindo. Passei um braço ao redor do pescoço de Jake e no de Alice.

 

– Você não tem jeito mesmo… – Ri – Mas é claro que vocês podem ir me visitar.

 

– Jake é um caso perdido.

 

– Caso perdido que está louco para ser achado. – Ele completou sorrindo.

 

– Coloca um anuncio no jornal… – Alice sugeriu – Ou no Twitter.

 

– Ótima idéia. – Jacob sorriu.

 

– Vocês sabem que esse negócio de Internet não é conf… – Mordi a língua, me lembrando de um fato – Até que pode dar certo, Rosalie e Emmett se conheceram no Twitter, olha no que deu, eles vão se casar.

 

– Se eu achar um bofe como aquele… – Jake mordeu os lábios.

 

-… Eu roubo ele de você. – Alice completou

 

– Nossa… – Jacob levou a mão no peito, fingindo estar magoado – Eu pensei que você era minha amiga ok?

 

– Amigas, amigas, gostosos a parte. – A baixinha sorriu. – Jacob, já mostrou seu olho para Bella?

 

Franzi a testa virando meu rosto para encarar os olhos de Jake.

 

Eles estavam… normais.

 

– O que tem seu olho? – Apertei os olhos, tentando enxergar algo de diferente.

 

– Mona, não é esse olho. – Jacob se desvencilhou dos meus braços e foi até a porta do vestiário, fechando-o. – É esse aqui, olha…

 

Meus olhos saltaram para fora quando Jacob espalmou as mãos na porta e empinou a bunda.

 

– OMG, Eu não quero ver seu olho! – Tapei os olhos.

 

– Deixe de bobeira mona, Alice já viu e achou lindo.

 

– Ai meus Deuses! – Me virei de costas – Jacob eu pensei que você era Gay!!!

 

Por um segundo os dois ficaram em silencio, mas depois, explodiram em gargalhadas.

 

– Hellooooooo… – As pequenas mãos de Alice seguraram meus ombros, girando meu corpo. – Jacob não quer te mostrar aquilo, é só uma coisa que ele fez ontem.

 

Ainda amedrontada, tirei a mão dos olhos.

 

A curiosidade falou mais alto.

 

– Certo, mostre.

 

Jacob sorriu convencido, ergueu a camisa, revelando uma tatuagem de um olho na base de suas costas.

 

– E ai? – Ele riu – É pretinho… To mostrando ele pra todo mundo.

 

Revirei os olhos.

 

– É legal. – Dei de ombros – Eu também tenho.

 

– Hein?

 

Pois é, ninguém sabia.

 

– Você tem Tatuagem? – Alice se aproximou – Aonde?!

 

– Gente, eu preciso ir embora, outro dia mostro para vocês.

 

Peguei minha bolsa e tentei sair, mas Jacob se colocou na frente da porta.

 

– Mostre.

 

Suspirei.

 

Coloquei o pé na cadeira e ergui meu vestido até minha perna.

 

– Ninguém sabe, a não ser vocês, eu, Edward e Emmett.

 

Os dois se inclinaram para frente, observando minha “Tatto”.

 

– Puff! – Jacob se afastou – Você chama isso de Tatuagem? Só tem duas letras ai, o meu olho é mais bonito.

 

– Jake. – Alice revirou os olhos – Aposto que essas duas letras têm um significado bem especial.

 

Eu apenas sorri.

 

– Bom, vocês já viram. – Abaixei a perna e soltei o vestido. – Agora estou indo… – Abracei os dois juntos – Vou sentir saudades.

 

Sai do hospital e fui para casa.

 

 

POV Edward

 

 

 

Sentei-me na poltrona da janela, Anthony ocupou a do meio e Bella a do corredor.

 

– Eu vou poder entrar na água?!

 

– Claro, mas só com um adulto por perto. – Bella tocou a bochecha do garoto.

 

– To loco pra usar minha sunga do Barney.

 

Eu ri.

 

– Porque não dorme um pouco? – Sugeri – Você está com cara de sono.

 

– Pior. – O garoto riu, apoiou a cabeça no braço de Bella. – To morrendo de sono. Quando chegarmos a Miami você me acorda tia?

 

– Pode deixar Tonhão.

 

– Eu.ja.pedi.pra.você.não.me.chamar.assim!

 

– Bella, não provoque o garoto! – A adverti. – Pode ficar tranqüilo Anthony, eu te acordo.

 

– Valeu tiozão.

 

Anthony e Bella riram.

 

Passei meu braço por cima da cabeça de Anthony e enlacei o ombro de Bella.

 

[…]

 

 

Enfim, avião pousou em Miami.

Bella acordou Anthony. Saimos do avião juntos com os outros.

 

Eu não sabia o porque, mas eu sentia que em Miami as coisas iam mudar… para melhor, ou talvez pior.

 

=== x ===

 

 

N/A: Esse capitulo está normalzinho, com comedia e beijos…

 

Mas no capitulo 20, digamos que as coisas mudam um pouco 😡

 

Só para deixar bem claro: Bella e Edward NÃO vão se separar!

 

Sobre o próximo capitulo: eu já estou rindo até de imaginar, acho que vai ficar bacana…

 

🙂

 

Comentem & Recomendem!

 

Beijos!

 

Anúncios
  1. AI QUE LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!JA COMENTEI Q ADOOOOOORO O ANTHONY???ELE É TAO FOFINHO….E A BELLA E O ED JUNTOS SAO PERFEITOS!!!!!!!!
    TO LOCA PRA SABER OQ VAI ACONTECER EM MIAMI!!!!!!!!
    BJUS

  2. AHHH to muito ansiosa pra saber oq vai acontecer em miami!!! 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: