Capitulo 10

Capitulo 10 – Eu te amo!

PDV Bella.

Mais uma semana juntos. SIM! 2 SEMANAS DE NAMORO! Mas ainda não conseguimos fazer amor. Sempre que estamos quase lá algo atrapalha. já estavamos decididos, todos nós iamos para Yale, inclusive Caah e Jacob. Esme deu a ideia de nós comprar uma casa grande perto do campus, para que morar todos juntos. Jasper disse que ia resolver isso. Ontem comprei meu carro, uma BMW preta, Edward me ajudou a escolher. Tudo está feliz, alegre e em armonia, o baile de formatura depois de amanhã, decidimos que vamos para Hanover três dias após o baile.

– Bella estamos indo!

Já vai tarde maninho…

– Ok, Emm. Juizo!

Emmett estava indo dormir na casa de Rosalie, os pais dela estão viajando então vão aproveitar.

– Juizo é o que eu não quero hoje. – Piscou para mim. – Mas qualquer coisa me liga ta maninha?

– Pode deixar comigo!

Assim que vi o carro de Emmett virar a esquina corri para o meu quarto e liguei para Edward.

– Amor? – Sua voz estava meio embargada, concerteza ele estava dormindo.

– Ed, to sozinha em casa…

TÚTÚTÚTÚ…

Não precisei dizer mais nada, ele desligou o telefone na minha cara.

Voltei para a sala e me sentei no sofá.

JÁ ESTAVA TUDO PRONTO! SÓ FALTAVA POR MEU PLANO EM AÇÃO.

[…]

Não fez nem 15 minutos e Edward já estava batendo na minha porta. Abri a porta sorrindo.

– Oi amor. – Ele entrou já me agarrando.

– Oi. – Falei enquanto dava leves selinhos em sua boca.

– Cadê o Emm?

– Foi para a casa de Rosalie, Elizabeth e Josh estão viajando.

– Então estamos sozinhos?

– Completamente… – Tranquei a porta da sala. Edward me arrastou pelas escadas até meu quarto.

É HOJE!

PDV Edward

Abri a porta do quarto, a fechei e quando vi Bella já não estava às minhas vistas.

– Bella? – a chamei.

– Espere um instante! – ela falou um pouco mais alto que o normal e pude distinguir que ela estava no banheiro, já que a porta de estava fechada.

Deixei as chaves e o celular numa mesinha, logo a porta se abrira. Era ela, quase eu tenho um ataque do coração de tanto desejo que pulsava de mim ao vê-la naqueles trajes mínimos e sorrindo doce para mim. Bella usava uma lingerie vermelha, estava descalça e com os cabelos soltos. A lingerie era perfeita e a deixava incrivelmente mais bonita do que já era. Fiquei babando somente de olhá-la.

Música: Satellites – Beyoncé http://www.youtube.com/watch?v=WWdCeIqqQ6o

Ela riu com a minha surpresa e me chamou com o dedo, fui andando lentamente até ela, imaginando as cenas impróprias do que eu faria com ela sem aquela lingerie. Ficamos frente a frente, ela sorriu e eu também. Peguei em sua nuca e aproximei seu rosto do meu, a beijei doce e calmamente, a cada beijo que dávamos era o mesmo que pedir por mais.

Ela suspirou quando meus lábios passaram para o seu pescoço e a mesma se agarrou a mim bagunçando mais os meus cabelos. Fomos andando entregues ao momento até a cama, onde a deitei delicadamente sem quebrar o contato visual. Bella estava tão serena e linda, que parecia uma boneca de porcelana intocável.

Tirei a roupa ficando somente de cueca box branca, ela me olhava com o desejo nítido em seu olhos… Ela me queria, tinha certeza disso. Fui beijando todo o seu corpo, deixando rastros molhados por todo ele, eu sentia sua respiração ofegar e os suspiros eram inevitáveis. Subi para o encontro de seus lábios e nos beijamos com mais intensidade e urgência que antes, nossas mãos brincavam passeando no corpo um do outro.

Bella ficou por cima de mim e começara a distribuir beijos pelo meu pescoço e arranhava levemente o meu peito, eu me arrepiei por inteiro e contive um gemido. Passei a mão por sua coxa macia e quente, ela se sentou em meu colo e eu abri seu sutiã de fecho frontal, agradeci mentalmente ao inventor dessa maravilha, o tirando sem preocupações.

Ela arqueara o corpo para trás quando toquei seu seio esquerdo com a boca enquanto acariciava o outro com a mão direita. Bella gemera e o meu amigo lá debaixo já estava a ponto de bala há muito tempo, e a cada gemido dela ele se excitava mais. A deitei novamente na cama ainda acariciando seus seios com as mãos e fui percorrendo seu pequeno vale entre os seios até a barriga lisinha dela com beijos molhados e demorados.

Fiquei brincando com o cós de sua calcinha minúscula com a boca, ela gemia meu nome e acariciava meus cabelos. Retirei sua calcinha lentamente beijando suas virilhas e a senti bem molhada já. A intimidade de Bella estava lisinha, sem pêlo algum, perfeita. Intrometi minha língua brincando com o clitóris dela e a ouvi gemer arqueando o seu corpo sob a cama.

Depois de Bella gozar para mim – pela primeira vez -, somente alguns minutos a estimulando, senti que meu membro já pulsava e ansiava estar dentro dela. Subi para beijá-la mais uma vez e sentia sua respiração falhar, e seu coração batendo freneticamente.

Bella me empurrara para o lado e subira em cima de mim, foi descendo até chegar à direção da minha cueca já com um volume diferente. Ela sorrira maliciosa para mim e eu quase enfartei somente com aquela expressão tão dela. Bella retirara a última peça de roupa minha, brincando com o meu amigo que já estava querendo pular sozinho.

Eu já estava desesperado para ter-la, era tortura demais. A puxei para mim, fazendo a ficar em meu colo.

– Com pressa? – ela perguntara ofegante.

Calei-a com um beijo urgente e desesperado, mais uma vez. Coloquei a camisinha, que já estava aberta em cima do criado-mudo, e me preparei para me encaixar naquela escultura esculpida pelos anjos que estava em meu colo. A penetrei lentamente e a mesma gemera entre meus lábios, que os tomei logo que já estava dentro dela.

Bella era apertada e parecia que fora feita sob medida perfeita, fiz tudo devagar já que Bella é virgem. Não queria machuca-la. Eu me remexia lentamente sob ela, e a mesma arranhava minhas costas gemendo pedindo por mais rapidez. Mas eu não atenderia seus pedidos. Ela estava com os olhos cerrados.

PDV Bella

A dor que senti não tirou minha concentração,todo o meu ser estava mergulhado na imensidão dos olhos apaixonados de Edward.O mundo podia acabar que não perceberíamos.Os gemidos dele,misturavam-se com os meus.Nunca me senti tão dependente como naquele momento,dependente da respiração dele,de sua atenção e,principalmente,do seu amor.Nada em minha vida havia me preparado para aquele momento.A cada segundo que passava, sentia-me cada vez mais distante da realidade.

Não cabiam palavras entre nós,o amor estava explícito em gestos e gemidos.Continuávamos com os olhos vidrados um no outro.Quando a dor passou a ser um vaga lembrança,o prazer descomunal me invadiu.Percebi que nossas respirações estavam descompassadas,mas a vontade de nos sentirmos completos e saciados naquela cama não cessava.Foi nesse momento que um turbilhão de sensações me fez perder o controle,e,pela força que Edward passou a usar,eu não era a única a me sentir assim.Como conseqüência,tudo se intensificou,desde os olhares,até os gemidos que,agora estavam mais pra gritos.Então,pela primeira vez,desde começamos a fazer amor,fechei os olhos,entregando-me por completo ao mais puro e pleno prazer que já senti.Agora eu pertencia a Edward de todas as formas que alguém podia pertencer a outro.

PDV Edward

– Abra os olhos Bella, quero ver você. – sussurrei extremamente rouco.

A mesma abrira os olhos com certa dificuldade e seu olhar demonstrava o prazer que estava sentindo, com desejo e luxúria completa. Ficamos naquele vai-e-vem em perfeita sintonia, podia ficar a eternidade daquela forma que não me importaria.

– Fique comigo, amor… – disse, quando percebi que ela estava tentando fechar os olhos novamente.

Mas pareceu que eu tinha dito a palavra mágica, amor. Bella me olhara com paixão e me beijara intensamente. Percebi que ela estava quase gozando, e eu também, dei mais umas estocadas com força, e a sentir tremer. Bella gemeu alto e eu também, nós por incrível que pareça, atingimos o clímax juntos.

Nossos corpos amoleceram e fiquei por cima dela, só ouvindo as batidas de nossos corações descompassados e nossas respirações ofegantes. Olhei-a nos olhos e sorrimos cúmplices um para o outro. Ainda dentro dela, eu sussurrei para a mesma:

– Eu te amo, Bella. – disse.

Acho que a mesma pareceu surpresa com a declaração de súbito, mas sorriu para mim. O sorriso mais doce e perfeito que eu já a vi dar nesse tempo que nos conhecemos.

– Eu também te amo, Edward. – eu sorri com a sua confissão.

Eu a amava e ela também amava a mim. Perfeito. Beijei-a de uma forma mais apaixonada que antes, saí de dentro dela e fui para o banheiro. Retirei a camisinha e voltei para a cama. Bella já estava coberta com um lençol. Deitei-me ao seu lado e a abracei, dormimos de conchinha aquela noite.

O que acabamos de fazer não era um simples sexo, era amor e da melhor forma do mundo.

PDV Bella

Amanhecer nos braços de quem se ama é algo extraordinário e sem explicações. Não sei o que me dera na cabeça, mas eu mandei tudo pro inferno e resolvi fazer o que o meu coração estava pedindo desde o momento que eu o vi. Eu tinha certeza que não ia me arrepender, ele disserá que maior prova de amor pode existir?

Acordei com alguém batendo na porta. Edward ainda estava com uma cara de anjo, dormindo pacificamente. Cuidadosamente deixei a cama, e coloquei o roupão que estava pendurado no cabideiro.

Dei uma olhadinha – da porta do banheiro – no espelho. Eu parecia apresentável.

Fui até a porta do quarto, com um sorriso no rosto e um animado “bom dia”, pra quem quer que fosse. Nunca acordei assim, nunca estive assim – era maravilhoso.

– Bells está ai? – Era a voz do Emmett! to Fudida. Fato!

– Oi Emm. – Falei enquanto abria uma flexa da porta e coloquei só o rosto para fora.

– Está na hora de acordar! Já está na hora do almoço e você ainda está dormindo… – Ele tentou empurrar a porta mais eu o impedi.

– Está escondendo algo Bells?

– Não Emm, ér que, bem, eu estou nua…

– Você dormiu pelada?

– Não! eu ér… eu… eu estava entrando para tomar um banho!

– Atá. – Ele deu aquele sorrisão bobo. – Não demore, o almoço já está pronto.

Ele é tão inocente… acreditou tão facil.

Fechei a porta do quarto e tranquei, só por segurança. Voltei para a Cama e lá estava Edward dormindo deliciosamente, fiquei com dó de acorda-ló, mas era preciso. Me deitei ao lado dele e comecei a beija-lo

– Edward, meu amor, acorde!

PDV Edward

Eu tinha certeza que tinha alguém estava conversando, eu ouvia vozes, mas nem fiz mensão de abri os olhos para ver. Senti a cama afundando e logo depois meu rosto começou a ser beijado.

– Edward, meu amor, acorde! – Despertei com a linda voz que me chamava, era ela, a unica mulher que amei, e que se entregou de corpo e alma a mim. Abri os olhos e vi Bella sorrindo.

– Bom dia. – Rolei na cama e parei sobre ela.

– Hmm, você quis dizer, boa tarde. – Ela me corrigiu sorrindo. Remexi sobre ela e me sustentei sob meus braços, encarrei Bella e beijei sua boca, descendo até seu pescoço, afundei minha cabeça na cavatura de seu pescoço e respirei o cheiro de seus cabelos.

– Amor, não faz assim… – Ela choramingou, eu ri. – Tive que mentir para o Emmett que estava nua para ele não entrar no quarto.

– Mentiu? – Perguntei me apoiando sob os braços novamente e percebi que ela estava com um roupão. – Se quizer a gente pode tornar isso realidade…

– Edward está ficando louco? Se o Emmett te pegar aqui ele nos mata! – Ri afundando minha cabeça no vão de seu pescoço e beijando seu ombro. E o que ela fez? Para o mal da minha sanidade ela mordeu meu ombro que estava nu.

– Ai, sua carnivora! – Fingi que doeu.

– Nossa nem doeu!

– Doeu Sim!

– Não doeu!

– Doeu!

– Quer saber? Eu mordo de novo. – Dessa vez ela mordeu de uma maneira bem sensual. E eu? GEMI! Ela riu, enlaçou minha cintura com suas pernas e agarrou o meu cabelo.

– Eu te amo sabia? – Perguntou enquanto me abraçava com força.

– Eu também te amo. – E era verdade, eu não conseguiria mais viver sem Bella, ela simplismente é minha vida, grande ironia do destino, tudo que era para ser uma aposta virou um amor avassalador. E falando em aposta tenho que falar com Jake, ainda não desfiz a aposta.

– BELLA ANDE LOGO! A COMIDA VAI ESFRIAR!

Emmett gritava lá do andar debaixo. Bufei.

– É Melhor eu ir, antes que ele invada o seu quarto e veja essa cena.

É, ela tinha razão, se Emm me visse aqui, assim, nesse estado, concerteza eu posso me considerar um homem morto. Eu estou deitado sobre Bella, que esta só de ropão e eu estou nú, só com um lençol ao redor do meu corpo.

– Promete voltar depois? – Ela praticamente implorou.

– Sempre amor. – A puxei para o meu peito, enquanto trocavamos de posição. Bella que estava sobre mim me deu um beijo gostoso.

– Posso te morder de novo? É gostoso! – Eu ri, é claro que ela podia me morder, em qualquer lugar!

– Claro que pode!

Ela nem esperou mais nenhum segundo, mordeu meu ombro.

O QUE TINHA DE TÃO ESPECIAL NISSO?

Ela saiu de cima de mim e se sentou na cama, me levantei na cama, com o lençol inda ao redor do meu corpo, e me agaxei para pegar minha calça. Senti uma mãozinha apertando minha bunda.

– Meu Deus! Oque foi isso? Bella isso é assediu!

– Ah Ed, só deu vontade, não tenho culpa de ter um namorado super gostoso, que tem uma bunda super gostosa e durinha.

Eu ri enquanto colocava a calça, depois coloquei meu tenis. Bella assistia tudo com um sorriso malicioso no rosto.

DEIS DE QUANDO ELA FICOU TÃO SAFADA?

Bella se levantou e veio até mim.

– Eu te amo. Quando Emm estiver dormindo ou tiver saido, eu te ligo, ai você volta… – Oh Deus, Bella sussurrou no meu ouvido, mordendo meu nodulo e alisando meu peito desnudo.

– Não pense duas vezes. – Falei puxando ela pela cintura e invadindo sua boca com minha lingua, bella desgrudou nossos labios e desceu beijando meu pescoço, até chegar no meu ombro e morder.

– Acho que você está mais apaixonado pelo meu ombro do que por mim. – Bella negou com a cabeça rindo. Deis mais um beijinho nela, peguei meu celular, camiseta, chaves do volvo e desci pela janela.

Fui correndo até a rua de tras, onde deixei meu carro estacionado. Entrei dentro dele todo feliz, eu ainda podia sentir o cheiro de Bella em mim. Liguei o carro, o radio, e dirigi para casa.

Assim que passei pela porta da frente, vi minha irmã sentada no sofá ao lado de minha mãe, que ao me ver levantou-se e veio em minha direção.

– Oh, Edward, meu filho, aonde você se meteu?

O que eu respondo? que tal… ” Ah mãe, eu estava na casa da minha namorada, passamos uma noite incrivel, a melhor da minha vida, fizemos amor, e nos amamos muito”…acho que ela não ia gostar muito da minha resposta. Eu ainda estava sem camiseta, então falei sem pensar.

– Eu estava fazendo Cooper! – Falei todo sorridente, alongado minhas pernas e braços.

– Atá, então você está fazendo “Cooper” deis de ontem? Pois eu fui no seu quarto e você não estava lá. – Maldita hora que meus pais fizeram a Alice, porra ela só me complicava. Fuzilei ela com os olhos.

– É que ham… – pensa Edward, pensa. – É que eu não dormi em casa, pronto. Falei!

– Ok, filho, não precisa responder. – Minha mãe sorriu. – Esta escrito na sua testa.

Abaixei a cabeça envergonhado, Ah ela é minha mãe né? Pega mal!

– Obrigada… – Abracei minha mãe e a rodei no ar.

– O Emmett sabe que você estava lá? – Alice perguntou assim que puis mamãe no chão.

– NÃO! – Gritei desisperado. – E A SENHORITA NÃO VAI ABRIR O BICO.

– Claro que não né, eu amo você! – Alice se juntou a nós, nos abraçamos.

Subi para o meu quarto, aproveitei para ligar pro Jake.

– Alô? – Essa não era a voz do Jake, tenho certeza era a voz da…

– Caah? – Perguntei surpreso. Hoho, não fui só eu que aproveitei ontem.

– Aham… e quem fala? – Sua voz estava meio sonolenta.

– Edward!

– Ah, Edward! – Ela falou meia surpresa. – Porra porque ligou tão cedo?

– Caah, já está na hora do almoço, e preciso falar com jake. Se importaria de passar o telefone para ele?

– Um minuto. – Ouvi caah acordando jake.

– Alo? – A voz grossa e rouca do meu amigo falou no celular.

– Jake, preciso conversar com você! Será que pode vir aqui em casa?

– Claro, pode ser daqui uns…15 minutos?

– Está bem. Até mai Brown!

Desliguei o celular e me joguei na cama.

EU IA RESOLVER TUDO E BELLA NUNCA FICARIA SABENDO QUE O COMEÇO DO NOSSO NAMORO FOI UMA APOSTA, PODERIAMOS FICAR JUNTOS E NOS AMANDO.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: