Capitulo 23

[N/a: Ouçam]

Link seguro = http://www.youtube.com/watch?v=kPBzTxZQG5Q

Link seguro = http://www.radio.uol.com.br/musica/3-doors-down/here-without-you/143942

 

***

Foi uma das piores noites que eu já tive. Eu estava um caco, nunca chorei tanto como chorei essa madrugada. Não foi nada parado com a dor de perder meus pais, mas isso não é igual. São sentimentos diferentes. Amor entre família e amor entre Homem & Mulher.

[Três Doors Down – Here Without You] (Aqui sem você)

Cem dias me fizeram mais velho,

Desde o ultimo momento em que eu vi seu lindo rosto

Milhares de mentiras me fizeram mais frio

E eu não sei se eu posso ver isso da mesma maneira

Mas todas as milhas que nos separam

Desaparecem quando eu sonho com o seu rosto

Quando terminamos há quatro anos eu sofri, sofri muito, mas ainda restavam esperanças de que um dia ficaríamos juntos, mas agora… Bem, agora não há mais esperanças.

Levantei de minha cama e fui para o banheiro. Deparei-me com uma múmia quando olhei no espelho. Meus olhos estavam inchados, meus lábios pálidos, cabelo armado e uma aparência triste. Eu parecia doente.

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está em minha mente solitária

Eu penso em você, baby,

E eu sonho com você o tempo todo

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está comigo em meus sonhos

E hoje à noite, somos só você e eu

Tomei um banho tentando melhorar, mas era impossível. Só de pensar que eu não teria Edward nunca mais comigo, eu me desesperava. Apoiei minha cabeça na parece e fechei os olhos.

Eu precisava aprender a conviver com aquela dor que seria minha companheira pelo resto de minha vida.

PDV Edward

Eu estava arrasado. Deitado em minha cama, sentindo o cheiro de Bella no meu travesseiro.

As milhas simplesmente continuam a correr

Como as pessoas que deixaram seus caminhos para dizer ‘olá’

Eu ouvi que essa vida é supervalorizada

Mas eu espero que ela continue bem enquanto nós caminhamos

Eu tentava achar explicações para tudo isso que acontece com a gente, mas eu nunca achava respostas.

Abracei o travesseiro tentando recompensar a falto do corpo dela em meus braços.

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está em minha mente solitária

Eu penso em você, baby,

E eu sonho com você o tempo todo

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está comigo em meus sonhos

E hoje à noite, garota, somos só você e eu

“sabe… Acordar amanhã e não ter você, a mulher que eu realmente amo, do meu lado, entende?”

As palavras ditas por mim ecoavam em minha cabeça, fazendo com que mais lágrimas caíssem. Ontem estava tudo tão bem entre nós, e hoje não posso tela comigo.

Tudo que eu sei, e em qualquer lugar que eu vou É difícil, mas isso não vai acabar com o meu amor E quando o último cair, quando tudo isso estiver dito efeito É difícil, mas isso não vai tirar o meu amor

Meus olhos ardiam por causa do choro excessivo. O buraco que estava cicatrizado em meu peito se abriu. Os esparadrapos que o remendavam se soltaram. Era como se Bella fosse uma parte de mim, uma parte da qual eu não conseguiria sobreviver sem telo… Meu coração.

Eu estou aqui sem você, baby

Mas você ainda está em minha mente solitária

Eu penso em você, baby,

E eu sonho com você o tempo todo

Eu estou aqui sem você, baby.

Mas você ainda está comigo em meus sonhos

E hoje à noite, garota, somos só você e eu…

PDV Alice.

Eu e Caah tínhamos certeza que aquela gravidez de Kristen era uma farsa.

– Você entendeu o plano Alice?-Ela perguntou, me olhando como se eu fosse uma tapada

– Claro Caah, vamos. -Eu disse com pressa.Estávamos no prédio de Robert, eram exatamente 07h20min da manhã. Subimos para o 7º andar onde ficava a sala de câmeras.

– Vai ser fácil. Vamos fazer a dancinha da vitoria para dar sorte!-Disse ela toda animada.

– Caah eu não vou fazer essa dança ridícula. -Eu revirei os olhos.

– Vai sim, vamos Alice. Animo!-Eu tinha outra opção? É… NÃO!

– É isso ai Alice, mexe mais! – Estávamos feito duas retardadas dançando dentro do elevador e ela ainda me mandava mexer mais, ah vai á merda!

[…]

Estávamos ao lado da porta da felicidade de Bella e Edward.

– Alice eu entro pelo tubo de ar e abro a porta pra você, ok?-Sem ao menos esperar por uma resposta minha a louca abriu as grades e entrou dentro daquele minúsculo quadrado, que só de olhar me dava aflição.

PDV Caah


Eu estava me sentindo uma agente especial da CIA. Entrei pela saída de ar e liguei minha lanterna. O plano era simples… Eu me arrastaria por esse cubículo e chegaria a um ponto que tinha três direções, então eu viraria para a esquerda, ai eu chegaria à sala e abriria a porta para Alice. Podem falar… EU SOU UMA EXPERT!

Quando cheguei ao ponto que deveria virar para a esquerda, virei para direita e voltei de ré, seria mais fácil descer assim do que chegar lá e ter que me jogar de cabeça. Quando meus pés tocaram a grade. Chutei. Chutei com força, mas… A MERDA NÃO ABRIU!Olhei para a grade e vi que tinha umas travas, mas como eu ia abrir aquele troço se eu estava com minhas mãos fora de alcance?!

– Já sei! – Murmurei para mim mesma enquanto tentava tirar meu All. Star com a ajuda do meu pé.

– Vamos Caah você consegui… Você é uma mulher linda, poderosa e brasileira, mesmo morando em Forks você tem sangue brasileiro, e brasileiro não desiste nunca! Vamos ver para que servisse aqueles anos todos resolvendo cubo mágico com os pés. -Graças as minhas habilidades e sangue brasileiro, consegui abrir a grade. Chutei meu All. Star para fora. Fui andando de costas, ou melhor, me arrastando, até que…

– OMG! EU TO PRESSA! – Berrei balançando minhas pernas no ar. Fiquei instalada naquela merda.

– PORRA! – Berrei desesperada.

– Deixa que eu te ajude!-Escutei a voz da Alice. Suspirei de alívio.Alice começou a me puxar pelas pernas.

– Puxa Alice, Puxa, agora que eu me lembrei… EU TENHO CLAUSTROFOBIA! [N/A: A claustrofobia é a fobia que se
caracteriza pela aversão ao confinamento ou a lugares fechados.]

– Caah para de gritar! – Puxou minha perna, fazendo com que nós duas caíssemos.

– Como você entrou aqui?! – Perguntei surpresa. Será que ela tem poderes? Tipo a Lince Negra do X-Man? UAU!-Eu disse olhando pra ela com os olhinhos brilhando.

– Pela porta… – Ela apontou para a porta, como se fosse a coisa mais obvia do mundo. – Ela estava aberta, eu ia te avisar, mas você entrou naquele troço!-Ela terminou revirando os olhos.

– Porra, por sua culpa eu quebrei meu jejum! – Resmunguei enquanto colocava meu All. Star.

– Jejum? – Indagou confusa.

– É PORRA! – Berrei irritada. – FAZIA QUASE TRÊS MESES QUE EU NÃO FALAVA “PORRA”!

PDV Alice

Eu comecei a rir da cara da Caah.

– Merda! – Ela esbravejou quando pisou no cadarço e caiu sentada no chão. – Alice, o que está esperando Porra? Anda logo merda! Procura essas porra’s de vídeo. -Corri até a porta e tranquei. Sentei na frente do armário e percorri a fileira de CDs.

– Achei! – Peguei quatro CDs que tinham a data deis de que Rob chegou até ontem à noite.

– Vamos sair dessa porra logo. -Disse ela emburrada.

– Ih, agora que falou porra não vai mais parar?-Eu disse revirando os olhos

– Porr… MERDA! Vamos embora logo! – Esbravejou irritada. Saímos da sala e quando estávamos dobrando o corredor vimos Robert e Kristen se amassando no corredor. OMG!

– Vou filmar, vou filmar, vou filmar… -Dei um tapa na cabeça da tapada.

– Para de repetir como uma tapada e filma logo essa porra!-Eu disse irritada

– Hei só quem fala porra nessa porra sou eu, Porra!- Disse ela fazendo bico, emburrada. Caah tirou uma câmera do bolso e começou a filmar.

– Kiki, pode se considerar uma mulher rica. – Rob passava a mão no corpo dela. Éw!

– Nós podemos nos considerar ricos. – Ela sorriu beijando a boca dele.

– Porque você nunca fez teatro? Você é uma ótima atriz.

– Eu sempre quis ser atriz, mas acho que mentir que estou grávida e se casar com um rico e tirar tudo dele, dá mais lucro.

Eles riam malignamente.

– Eles vão se f****! – Caah sussurrou para mim.

– Vão mesmo…

– Kiki, vem para o meu apartamento, vamos nos divertir um pouquinho… – Rob puxou Kristen para dentro do apartamento dele.

– Porra, estamos feitas Alice! Não precisamos de mais nada. Só isso… – Ela balançou a câmera no ar. -… Já da para incriminá-los.

– Vamos embora logo Caah, antes que alguém nos pegue aqui. Saímos de lá e fomos para o meu apartamento, aproveitamos que Jasper tinha ido trabalhar para começarmos a juntar as provas.

– Agora a gente só precisa de um momento ideal, onde todos estejam juntos, para mostrar isso a eles. -Disse ela com a mão no queixo,pensativa.

– Que tal no casamento do Emmett?-Sugeri

– Não Alice, não dá. A gente ia estragar todo o casamento deles!-Disse ela, me olhando como se eu fosse louca.

– Você tem razão… Mas… – Pensei bem. – Que tal uma festa?!-Sugeri novamente.

– Seria ótimo! – Caah bateu palminhas.

– A gente espera o casamento do Emmett passar e fazemos uma festa aos “outros noivos”. – Expliquei enquanto guardava nossas provas.

– Perfeito!

PDV Bella

Sai do meu apartamento e dei de cara com Margareth.

– Não dormiu com Beward Hoje?! – Ela indagou. Senti meus olhos começarem a marejar.

– N-não. – Solucei. – Me desculpa querida, mas tenho que ir trabalhar… – Dei um beijo em seu rosto e ela me abraçou.

– Vocês brigaram?-Perguntou ela com o rostinho triste.

– Sim… Não… Não foi bem isso flor. – Acariciei seu rostinho. – É que eu e Edward… – Suspirei. – Não podemos ficar mais juntos. -Tentei explicar a ela de uma forma bem simples.

– Ow, para de bobeira. Claro que podem!-Disse ela revirando os olhinhos

– Não Margareth, não podemos… -Suspirei cansada.

– Me de um motivo! – Colocou as mãos na cintura. Eu ri sem emoção, mas ri. Ela parecia ser mais madura do que eu pensava.

– A Kristen está grávida… – Contei para ela. – Bom, agora tenho que ir. Até mais tarde linda. Sai dali o mais rápido possível. Não queria ter o azar de dar de cara com Edward. Desci para o estacionamento e dirigi para o hospital. Pelo menos algo me entreteria, afastando-me de todos os sofrimentos.

PDV Edward
Eu ainda estava no meu momento “emo”. Liguei o radio e comecei a escutar musicas dramáticas, típicas de namorados brigados. Meu telefone tocou, mas eu não estava com cabeça para atender, o deixeiele tocar.

– BEWARD! ATENDA O TELEFONE OU ABRA ESSA PORTA!-Escutei o berro de Margareth vindo da minha porta.

– MARGARETH, ME DEIXE SÓ, POR FAVOR! – Implorei. O meu telefone começou a tocar novamente. Eu o ignorei, mas chegou um ponto que o toque começou a me irritar.

– Fala Margareth… – Atendi seco.

– Que historia é essa de filho?! – Ela berrou com sua voz infantil. – Eu pensei que EU seria sua filha!-Disse ela com uma voz autoritária.

– Margareth, linda, por favor, agora não… – Implorei. – Estou sem cabeça para isso, to sofrendo… -Eu disse,massageando minha têmpora.

– MAS NA HORA DE FAZER O BEBÊ, GARANTO QUE VOCÊ NÃO ESTAVA SOFRENDO! – Da onde ela tirava tantas coisas? Ela tinha apenas oito anos e parecia minha mãe falando assim comigo. – Agora você acabou com meu sonho, e o sonho de Bella!

– Seu sonho? Sonho de Bella?-Perguntei confuso

– É Seu cabeçudo! Eu já estava fazendo planos para quando nós três fôssemos morar juntos! Eu ia ter um cachorro chamado Bob, ia ter um quarto para mim e chamar você de PAI! Mas agora vou ter que continuar morando com minha avó. – Ela começou a soluçar. – E o sonho de Bella era ficar com você! E você estragou tudo!-Gritou entre lágrimas.

– Margareth, você é muito pequena para entender essas coisas… -Tentei explicar

– Posso ser pequena, mas sei quando alguém faz alguma burrada! Você nem procurou saber se a tal Kristen… – Ela falou o nome com nojo. -… Está mesmo grávida. Ela tem cara de pilantra!-Disse ela afirmativamente com raiva.

– Margareth, não fale assim. Kristen é linda, adorável e não é pilantra!-Tentava defender a Kristen

– É sim, e eu prefiro mil vezes a Bella!-Disse ela.

– Eu também… -Murmurei mais pra mim mesmo do que pra ela.

– Então por que não corre atrás dela?-Perguntou ela como se fosse simples.

– É complicado… Eu tentei juro que tentei, mas Bella disse que meu lugar é ao lado do meu filho… – VOCÊ É BURRO BEWARD!-Gritou ela me interrompendo.

– Não fale assim Margareth. -Eu disse elevando meu tom de voz

– Eu falo sim!-Disse ela teimosa.

– Mas é feio… -Tentei argumentar.

– Tchau Beward. – Ela começou a soluçar novamente. – Obrigado por destruir meus sonhos…

– Margareth, pare com isso. Por favor… -Revirei os olhos.

– Seu celular está de baixo de sua porta. Adeus… -Ela desligou o celular. Sai correndo da cama e o celular estava embaixo da porta. Abri a porta e olhei o corredor. Margareth não estava lá. Caminhei até a porta de seu apartamento.

– Margareth, vamos conversar… – Eu pedi.

– Sai daqui Beward! Vai ver seu novo filho!-Isso era ciúmes?! Deis de quando eu disse a ela que ia adotá-la?

– Margareth, você não é minha filha… -Eu disse bravo

– MAS EU IA SER!

– Como pode saber disso? Você mesmo disse que sua vó não dá sua guarda a ninguém…

– SAI DAQUI! – Ela berrou.

– Tudo bem, quando estiver mais calma eu te procuro… -Voltei para o meu apartamento. Agora sim eu estava super feliz. Acabei de perder a minha mais nova amizade. Mas o que Margareth disse ficou me perturbando. Ela tinha razão, eu nem procurei saber se Kristen está mesmo grávida. Mas ela nunca mentiria para mim, ela me ama. Lembrei-me do exame que ela me deu, fui até a sala e peguei o envelope branco que estava sobre o sofá.

– Não adianta… – Murmurei para mim mesmo. – Kristen está grávida… – Olhei o resultado do exame de sangue e ali constava que ela estava mesmo grávida. Não tinha como fugir dessa realidade ou escapar dessa responsabilidade.Amanhã seria o casamento do meu melhor amigo e Bella seria minha companhia no altar. Eu tinha que me preparar psicologicamente para isso, eu tinha que tentar fazer Bella a tirar essa idéia de que não poderia ficar comigo. E se eu conseguisse isso eu daria tudo ao meu filho, mas não me casaria com Kristen. De repente uma luz se acendeu em minha cabeça. Hora de aprontar!

PDV Bella

O dia passou rápido, quando voltei para meu apartamento já era bem mais de 19h30min. Amanhã seria o casamento do meu irmão, então deixei todas minhas coisas separadas e tomei um banho, me troquei e sai do meu apartamento. Bati na porta de Margareth e a mesma me atendeu.

– Oi querida. – Sorri.

– Oi Bella. – Ela deu um sorriso fraco.

– Ta a fim de comer uma pizza no meu apartamento?

– Claro, vou avisar minha vó. -Ela entrou e depois de alguns minutos saiu toda sorridente.

– Vamos. – Ela disse. Peguei sua mão e caminhei para o meu apartamento, entramos e fechamos a porta.

– Prefere pizza do que? – Perguntei, pegando o telefone.

– Calabresa!

– Boa escolha.

[…]

– Foi muito bom ficar com você Bella. Obrigada pela pizza.

– Margareth. – A chamei, antes que entrasse em seu apartamento.
– Sim?-Perguntou ela se virando em minha direção

– Que tal ir em um casamento comigo amanhã?! – Mordi os lábios esperando por sua resposta. – É que não quero ficar muito próxima dos Cullen, e o casamento é do meu irmão. Poderiamos nos divertir juntas, que tal?-Sugeri.

– Claro Bells! – Ela começou a pular freneticamente, no mesmo lugar. – Tenho um vestido perfeito!-Disse ela dando pulinhos, animada.

– Tudo bem, amanhã venho falar com sua vó, agora entre e durma. – Dei um beijo em sua testa e voltei para meu apartamento, ou melhor, voltei para meu momento de sofrimento. Eu poderia ter me entretido o dia todo e pensado poucas vezes nele, mas agora seria o pior momento. Seria a hora que ficaria rolando pela cama, chorando e pensando em como seria se Kristen não estivesse grávida.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: