Capitulo 27

Capitulo 27 – O desejo

– É isso… – Alice disse. Eu estava perplexa com as coisas que elas me disseram, era simplesmente… Surreal.

– Então quer dizer que, Robert e Kristen estão de caso, e tem um complô contra mim e Edward. E querem se casar conosco só para nos roubar. Robert é estéril e Kristen está mentindo sobre a gravidez?- Perguntei tentando raciocinar.

– Exato! – Caah afirmou. – Mas precisamos muito que você não faça nada, pelo menos por enquanto. – Disse Caah em tom de alerta.

– Por quê? Temos que botar aqueles dois na cadeia já! – Me levantei da cama, mas Alice me segurou.

– Bella, se você for tirar alguma satisfação com eles agora, eles vão sumir e não poderemos pegá-los mais. – Alice tinha razão. Se eu fizesse algo por impulso acabaríamos alertando os dois.

– Tudo bem, mas o que vocês pretendem fazer para… – Comecei

– desmascará-los?! – Caah falou por mim, eu fiz um “sim” com a cabeça. – A Alice estava pensando em algo bem constrangedor, malvado, bem do mal, cheio de torturas e…

– Caah, essa foi sua opção. – Alice interveio. – A minha idéia foi à seguinte… -Alice começou a contar seu plano que não era perverso como o da Caah, mas seria perfeito para a ocasião.

– Caah a sua idéia é tentadora, mas acho que o plano da Alice é mais racional. – Disse enquanto apertava a mão das duas, completamente feliz, pois logo estaria ao lado de Edward.

– Oh, racionais?! Amooo! – Caah tirou o celular do bolso e mexeu nele. – Fé em Deus que ele é justo, é irmão, nunca se esqueça… – Começou acompanhar o cara que cantava a musica estranha. Alice tomou o celular da sua mão e jogou contra a parede.

– É RACIONAL, NÃO RACIONAIS!- Gritou ela.

– M-me desculpa… – Tremeu o beiço, enxugou a falsa lágrima que escorria de seu olho e fuzilou Alice – VOCÊ. VAI.ME.DAR.OUTRO.CELULAR!- Disse ela entre dentes.

– Mas… Você não era Roqueira? – Indaguei confusa.

– Sim. – Respondeu ela dando os ombros.

– Então porque tem musica de Rap no seu celular?- Perguntei ainda confusa.

– Ahh… – Caah deu um tapa no meu braço. -… Sabe como é que é… Nasci no Brasil… E se você não aprende a gostar você se irrita chinga os manos e acaba morrendo. – Disse ela sorrindo sem graça.

– Porque você veio morar pra Forks?- Perguntou Alice. Caah era nossa amiga há muito tempo, mas nunca soubemos o porquê dela ter vindo pra cá.

– Cadê a Margareth? – Mudou o assunto e saiu do quarto.

– Você achou que ela está escondendo algo? – Alice perguntou para mim.

– Eu aposto que sim, mas não vamos forçar a barra se ela nunca falou, é porque não gosta de se lembrar do passado. -Alice concordou.

Puxei-a pela mão e fomos procurar Caah e Margareth.

– Cadê voc… – Sai perguntando do quarto.

– Shhhh!- Caah apontou para Margareth que dormia no sofá.

– Trás ela aqui para o quarto. – Eu disse. E ela a pegou e trouxe para o quarto, arrumei a cama e Caah deitou Margareth lá.

– Alice me empresta seu celular? Preciso ligar para aquela prima minha que é policial. – Disse ela com os olhinhos brilhando.

– Usa o seu… – Disse Alice se virando.

– Bem que eu queria, mas… VOCÊ QUEBROU!- Gritou ela.

– Opss… – Disse Alice sem graça, se lembrado do que fez.

– Toma Caah, usa o meu! – Joguei meu celular para ela, mas a burra deixou cair no chão.

– Não me culpe pelos reflexos ruins… – Levantou as mãos para o alto. Ela discou algum número e coloco o telefone no ouvido.

– Alô? Maah?!… Ah, Tom sou eu a Caah… Não, não é a Caah louca… Sim estou bem, mas eu posso falar com a Maah?… Claro que é agora. –

Ela começou bater o pé freneticamente no chão, quanto esperava.

– Maah!Prima que saudades!… O que eu quero?Nossa nem posso mais falar que estou com saudades?… Tá pegando o Tom né safadinha… Você é do mal!Pensa que eu não estou ouvindo o pobre coitado pedindo para você soltar a mão esquerda dele da algema… Ok, vamos deixar suas promiscuidades de lado, preciso saber quando você vem pra Forks… Sim, sobre aquele lance que eu te disse… Tudo bem Maah, Obrigada prima, beijos.

– E Então…? – Alice indagou.

– Ela vai nos ajudar! Ela é do mal.- Disse Caah com um sorriso estranho no rosto.

– E sadomazoquista, né?- Perguntou Bella gargalhando.

– Não Bella, ela só gosta de apimentar a relação dela com o Tom. – Disse Caah com um sorriso malicioso.

– Tom Cruise?- Perguntou Alice com os olhinhos brilhando.

– Não Alice- Negou ela.

– Tom Sturridge?- Perguntou Alice novamente.

– Também não Alice, o Tom dela se chama  Tom Riddle, e tenho que admitir que ela se deu bem, pois ele é muito gato. E também é um renomado policial lá em Londres.

– Caah,você vai fazer sua prima vir de Londres para Forks?- Perguntou Alice.

– Gente…? – Chamei a atenção delas.

– Sim Bells?- Perguntaram as duas em coro.

– Eu estou com vontade… De comer arroz doce com feijão. – Eu disse fazendo uma cara de “Huuuuum”

– Ew!- Disse Caah

– Que nojo Bella. – Disse Alice

– A qual é! Será que não posso ter mais nenhum desejo? – Choraminguei.

– Isso não é desejo, isso é… É… Nem existe nome para essa nojeira. – Disse Caah

– DROGA EU QUERO!- Gritei

– Uoou, os hormônios estão entrando em ação. – Disse Caah, sussurrando para Alice.

– Fica calma Bellinha. – Alice passou o braço ao redor de mim. – Caah você sabe fazer arroz doce?

– Eu não… – Disse ela, fazendo careta.

– Ótimo, vem, vamos aprender juntas. -Eu segui as duas até a cozinha. Eu nunca tinha comido arroz doce antes, dizem que é muito bom.

[…]

– Cadê o Orégano?

– Não Caah, não é Pizza. É Arroz doce. – Explicou Alice.

– E eu lá vou saber? Tenho cara de cozinheira? – Fez uma cara de cachorro na chuva. – Passa o Ketchup ai Alice!

– Põem mostarda primeiro. – Disse Alice.

– Mas mostarda não é depois do vinagre?- Perguntou Caah confusa.

Eu juro que estava começando a desistir do meu desejo, mas era… DESEJO, e eu não sabia como era feito o arroz doce então estou depositando confiança nelas.

– Sabe… – Caah murmurou enquanto mexia o arroz doce com uma colher de pau. – Eu tenho uma amiga que poderia dar uma surra no Rob.

– Caah, Rob é homem e sua amiga é mulher. Você acha mesmo que ela tem alguma chance contra ele?- Perguntou Alice revirando os olhos.

– Shhh! Não fale assim, ela pode ouvir. – A doida entrou em pânico. – Ela tem um taco do mal! Medo…

– Fecha a boca e mexe essa porra!- Gritou Alice

[…]

– Prontinho! – Alice apagou o fogo e pegou a panela. Caah colocou um prato na minha frente. Enquanto Alice tentava desgrudar o arroz doce da colher.

– Meu dedo está limpo ok? – Lice passou o dedo pela colher, forçando o suposto arroz doce e cair no meu prato.

– Serio que isso é arroz doce com feijão? – Indaguei, olhando para o troço asqueroso em minha frente.

– Claro que é Bella, olha o cravo aqui!- Caah enterrou o dedo no meio do doce, mostrando uma quase lasca de madeira.

– Mas… – Encarei novamente o meu arroz doce. – Se é arroz doce com feijão, cadê o arroz e o feijão?

– Merda! Eu sabia que estava esquecendo alguma coisa. – Alice bateu as mãos na testa.

– Eu disse pra você. – Caah colocou a mão na cintura e olhou para o teto. – JA SEI!- Gritou Caah e correu até minha geladeira, e de lá tirou dois potes.

– Arroz… – Virou o resto do arroz de ontem no prato. – O feijão você quer que esquente?- Perguntou ela. Olhei para as duas, olhei para o meu prato… Foi inevitável, corri para o lugar mais próximo; Pia!

PDV Alice

– Ingrata! Isso sim é o que Bella é! – Caah estava sentada sobre a mesa, balançando a perna freneticamente, enquanto assistíamos Bella vomitar. Acho que Caah se sentia uma adolescente, mesmo não sendo. – Nem deve estar tão ruim assim… – Passou o dedo na nossa obra de arte e colocou na boca. – Ew! Alice você cozinha muito mal!

– Tirem isso dai! – Bella pediu. Peguei o prato e levei até a janela, onde tinha umas pombinhas.

– Ti, tititititi. – Me contorci no parapeito da janela.

– Chamando galinha Alice?- Perguntou Caah rindo.

– Não, Dãa! Pombinhas. – Eu disse revirando os olhos. Coloquei o prato perto delas e uma veio comer.

– Pelo menos vai servir para alimentar alguém. – Dei de ombros e voltei até a mesa. Ouvi um baque oco.

– OMG! A pombinha morreu. Vocês inventaram uma arma mortal!- Berrou Bella. A pomba estava estirada no chão. Bella olhou e saiu correndo de novo para vomitar.

– Alice você tirou uma vida! – Caah desceu da mesa e correu até a pomba. – Vamos cremar?- Perguntou ela com os olhinhos brilhando.

– Caah tire esse bicho… DAI! – Bella berrou.

– Mas… – Tentou argumentar Caah.

– Mas nada, tire agora!- Gritou Bella.

[…]

Bella PDV

Estávamos eu, Alice, Caah e Margareth, sentadas na minha sala, comendo sorvete e assistindo filmes românticos.

– Sabe eu ach… -Caah foi interrompida por batidas em minha porta.

– EU ATENDO! – Margareth se levantou e abriu a porta. Era sua vó.

– Venha! – Puxou Margareth pelo bracinho. – Até parece que você não tem mais casa.

– Não a segure assim, a senhora está machucando ela. – Me levantei do sofá, fui atrás delas. A Sra. Ston cambaleava pelo corredor – estava visivelmente bêbada -, enquanto Margareth tentava se soltar.

– Não venha tentar-me dizer como cuidar da minha neta. Anda Margareth, hoje você vai aprender a se comportar!- Disse ela severamente.

– M-mas eu n-não fiz na-nada… – Disse Maga, começando a chorar.

– Não responda para mim!- Gritou a senhora.

– Hei, a senhora não pode tratar ela assim. – Alice veio para o meu lado.

– Eu já disse que de Margareth cuido eu! – Retrucou com a voz embargada.

– Não por muito tempo! – Falei. Margareth se soltou dela e correu até mim.

– B-Bela ela vai-me ba-bater.- Disse a minha menininha entre soluços.

– Shh, princesa… – Tentei acalma – lá. – Você tem que ir com ela, mas eu prometo que logo esse seu pesadelo vai acabar. – Eu disse triste,olhando para ela.

– M-mas…

– Toma pequena. – Alice estendeu o celular rosa para Margareth. – Se aquela bruxa tentar algo, vamos estar na casa de Bella ok? Você liga pra gente?-Margareth assentiu, enxuguei suas lagrimas e beijei sua testa.

– Venha Margareth. – Repetiu a senhora.Contra sua vontade Margareth foi…Entrei bufando no meu apartamento. Como uma pessoa podia ser tão má com uma criança?Peguei o telefone. Eu já sabia o que fazer.

– Bella o que você vai fazer? – Caah indagou. Não respondi. Disquei o numero e fiquei esperando ele atender.

– Alô? Bella?

– Emm, preciso da sua ajuda. – Eu disse.

– O que o maninho aqui pode fazer por você?- Perguntou ele divertido. Mas logo percebendo que o papo era sério.

– Não preciso de sua ajuda como irmão, mas sim como advogado!- Eu disse séria. Precisava fazer algo.

________________________________

N/A: Enjoy!

Yay! Consegui escrever um capitulo para vocês Amores!

Ok, a verdade é que eu enrolei, e minha beta quase me mato :D

Espero que gostem do Capitulo! :D , e acho que o fim está próximo. Não sei quantos capítulos tem pela frente por isso estou fazendo uns capítulos engraçados e tals, porque eu não quero que a fic acabe :(

E to esperando por…  Comentem!!!! DEÊM OPINIÕES SOBRE O QUE QUEREM QUE ACONTEÇA COM ROBSTEN:D

Beijoos :*

N/B: Oiee gente!Vocês viram?

Eu apareci na fic. Sou a Maah e ainda namoro um Tom?Pode? a Caah eh demais ou não é?

Então…Estão gostando?Odiando?MANDEM COMENTARIOS!! Bjss Maah

*Maah*

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: