Capitulo 32

N/A: Gente, esse capitulo era para fazer parte do anterior, mas o capitulo ficou tão grandeque deu para dividir em 3, logo Maah termina mais 22 paginas do word e postaremos comocapitulo 33 :D

Aproveitem o capitulo

#—X—#

Capitulo 32: Loucuras no Restaurante

– Oi gente… – Sorri me aproximando da mesa em que estavam Carlisle, Esme, Camila, Jacob, Rosálie, Alice, Mariannie e Tom.

– Vocês chegaram! – Caah sorriu. Vi seus olhos brilharem ao encontrar com os de Margareth. – E ai parceira, quanto tempo? – Fizeram um toque de mão.

– Eu ainda sou uma ranger? – Meg indagou.

– Sempre será, mas não precisamos morfar mais… – Caah deu de ombros. – Rosten se fu…

– Camila de Freitas Cocenza, olha a boca! – Mariannie enfiou uma bolinha de guardanapos na boca da loira. – A criança não precisa escutar seus palavrões. – Disse ela olhando feio para Caah

– O que aconteceu com eles? – Meg se empolgou. Olhando com os olhinhos brilhando pra Mariannie.

– Meg, vamos conversar sobre isso depois… – Pedi. – Sente-se aqui querida – Puxei uma cadeira para ela, Edward fez o mesmo para mim e se sentou ao meu lado.

– Onde estão Jazz e Emm?- Perguntei

– Jazz ligou dizendo que já está a caminho. – Alice parou de conversar com Rosálie e Respondeu.

– Emm também! – Rose sorriu. Logo as duas voltaram a conversar com Mariannie sobre uma nova grife que estava sendo aberta em Port Angeles.Edward se levantou da mesa.

– Aonde vai amor?- perguntei curiosa

– Ver uma coisa, já volto. – Comecei a conversar com Caah e Maah sobre coisas banais, olhei para trás e vi Edward voltando com um copo.

– O que é isso Beward? – Meg indagou olhando o copo. – Parece xixi – Gargalhou.

– Esse suco é para Bella… – Se sentou ao meu lado e colocou o copo na minha frente.

– Mas eu não pedi suco algum!- Indaguei confusa

– Pediu sim, lembra daquilo que você pediu no café da manhã? – Se inclinou e colou nossos lábios. – Ai está seu suco de carambola, agora estou com a consciência limpa.- Disse El carinhosamente.Oh Merda!

PDV Caah

Margareth me puxou para o banheiro enquanto todos davam atenção a Bella e seu suco com cara de xixi.

– Caah preciso que você responda uma pergunta.- Disse Meg com uma carinha super fofa.

– Se eu souber claro que respondo. – Sorri apertando sua bochecha, eu sabia que todas as crianças odiavam aquilo, por isso fiz.

– Tá… – Olhou nos meus olhos. – O que é transar?- Fiquei quieta, esperando ela dizer que era brincadeirinha, mas a menina ficou calada.

– Ér… Ér… – Olhei para todos os olhos lados, pensando em uma forma de omitir aquilo para ela. – Aonde você ouviu isso?- desviei um pouco

– Hoje cedo eu liguei para Bella, ela atendeu brava, dizendo “Quem atrapalha minha transa…?”- Depois dessa eu não agüentei, comecei a gargalhar.

– Certo, deixe me ver… – Coloquei a mão no queixo, então me lembrei de quando era menor, minha amiga Kah, havia perguntado o que era isso e eu também não sabia, perguntei para o sacerdote da igreja e ele respondeu que era escovar os dentes. Depois dizem que padres não mentem… – Transar é… Escovar os dentes, isso, transar é escovar os dentes. – Ri da minha própria resposta. Imaginei Jake chegando em casa “Caah vamos escovar os dentes”.

– Ah sim! Agora entendo porque Bella ficou brava. – Colocou suas mãos na cintura. – É obvio que ela estava transando então teve que lavar a boca para atender ao telefone.- Deduziu ela.

– É isso ai! Vamos voltar para a mesa.- Eu disse ainda rindo.

PDV Bella

– Beba amor, você só deu um gole. – Edward me incentivou.

– Oi pessoal! – Olhei para trás e vi Jazz e Emmett se aproximando.

– Oi ursinha… – Meu irmão deu um beijo em Rosálie e se virou para mim. – Oi maninha. – Beijou minha testa e se sentou entre Meg e Rosálie. – Uau, até você por aqui… – Beijou a bochecha de Margareth.

– Ew! – Balançou a mão enfrente ao nariz, fazendo aquele típico sinal que Emm estava com mau hálito. – Cara você está precisando Transar!- Estaquei. Todos fitavam Margareth com os olhos arregalados.

– Viu ursinha, até Margareth nota minhas necessidades…

– HAHÁHAHÁ! – Caah explodiu em uma estrondosa gargalhada, junto com todos.

– Meg, vem comigo… – A chamei e a puxei para o banheiro, antes de entrar avisei. – Me espera aqui, já volto. – Voltei para a mesa e soquei levemente a cabeça de Caah, que estava vermelha de tanto rir. Todos ao redor nos encaravam como se fossemos loucos e de fato éramos.

– O que você disse para ela?- Perguntei mal humorada

– Eu… Eu… HAHÁ… – Respirou fundo, tentando controlar a risada. – Eu só improvisei, lembrei de quando era menor e minha amiga fez a mesma pergunta, mas… SAI FORA! – Riu alto – Quem manda você atender ao telefone dizendo suas promiscuidades. – Ele me entregou.

Ruborizei violentamente, todos gargalharam mais ainda. Emmett estava quase caindo da cadeira, Carlisle e Esme tampavam a boca e só seus corpos tremiam, Alice mordia um guardanapo, Rosálie mordia os lábios, Mariannie estava como Caah, rindo exageradamente, e Tom… Bem… Tom parecia uma estátua, uma estátua muito gostosa! QUE ISSO BELLA, VOCÊ VAI SE CASAR CONTROLE-SE. Mas eu percebi em seus olhos o quanto esforço ele estava fazendo para não rir.

– Bella… – Olhei para trás e vi Meg. – Não quero ficar lá… – deu de ombros. – Tem duas mulheres transando… – Tentei não rir, mas era impossível.

– O que eu falei de errado? Todo mundo transa… – Revirou os olhos e segurou o avental de um garçom que passava por nós. – Hei você!

– Sim, senhorita?- Perguntou o garçom encantado com Meg.

– Você transa, não é?- Peguei Margareth no colo e a levei para o banheiro, onde ri ao ver as duas mulheres escovando os dentes. Coloquei Margareth sentada sobre a pia e respirei fundo.

– Precisamos conversar!- Eu disse tentando parecer séria diante dela.

– Espera um minuto Bells… – Meg se virou para as mulheres que usavam uma uniforme laranja. – Como vocês se chamam?- Perguntou Meg.

– Eu sou Karine, mas pode me chamar de Kah! E essa é a Thata.- Respondeu uma das duas

– Posso fazer uma pergunta?- Disse Meg com os olhinhos brilhando.

– Manda ai baixinha.- Disse a tal da Thata. Tampei a boca de Margareth temendo a pergunta, mas a mesma lambeu a palma da minha mão, me fazendo afastar, e sem esperar perguntou:

– Porque vocês transam no banheiro?

– Ah, tipo… Depende… Sei lá, ás vezes você não aguenta e precisa daquilo, então vai o banheiro mesmo. – A mulher que se apresentou como Kah respondeu normalmente.Tampei o ouvido de Margareth, que bufou.

– Me desculpe, ela acha que transar é escovar os dentes… – Sorri.

– Mas não é isso?

– Kah, tu é burra em… Claro que não! Transar é…- Puxei Margareth para fora do banheiro, enquanto as duas loucas conversavam.

– Meg… – A encostei no canto e me abaixei a sua altura. – Não fale mais aquela palavra ok?- Pedi

– Qual? Transar?- Perguntou ela confusa.

– Sim, essa mesma… – suspirei

– Porque não posso dizer “transar”?- Perguntou ela ainda mais curiosa que antes.

– Porque é vulgar e não é coisa que criança da sua idade deva se importar.- Expliqueri seriamente.

– Mas meus dentes…- Disse ela levando as mãos a boca.

– E segundo, essa palavra não significa escovar os dentes.

– O que significa então?- Ela perguntou.

– Algo que quando você estiver à idade certa saberá. Agora venha. – Voltamos para a mesa, chutei a canela de Caah quando a mesma começou a rir.

– Caah, por favor… – Implorei. – Vi as meninas do banheiro sair, e a tal Kah estava chorando.

– Deus! – Mariannie se levantou. – Thata? Kah?

– Céus! Maah e… Caah! – Thata jogou os braços para o ar.

– Maria, Jesus, José, Amém! – Caah usou também coisas relacionadas a Deus e Céu – Cara, não vejo vocês deis de… Deis de que eu tinha 13 anos! – Caah se levantou e  abraçou uma. – Kah que saudades! – Foi abraçar a outra, mas a mesma se afastou.

– Não quero papo com você! Tu mentiu para mim!- Disse ela emburrada

– Eu o que?- Perguntou Caah confusa

– Você disse para mim, há exatamente 10 anos atrás que transar era escovar os dentes, e agora, com 23 anos eu descubro que era tudo mentira!- Caah se sentou na cadeira e começou a bater a própria testa na mesa enquanto ria.

– Desculpa Kah. – Pediu Caah

– Tudo bem, eu te desculpo, mas só se você me convidar para almoçar.- Disse a tal Kah com os olhinhos brilhando.

– Mas a gente já comeu Kah.- Disse Thata olhando feio para Kah

– Cala a boca Thata, comida de graça não se rejeita. – disse ela, eu ri.

– Senta ai… – Jacob sorriu. – Eu e Caah temos uma noticia importante.

– Não gostei de você… – Disse ela analisando Jake de cima a baixo.

– Kah tenha modos. – Disse Thata revoltada.

– Para Tha, não gostei e ponto. Acho que ele não serve para Caah.

– Acostume-se! – Caah deu um sorriso cintilante. – Jake me pediu em casamento!

– OMG!- Foi uma sessão de abraços e beijos. Mas o que me deixou nervosa foi ver a amiga de Caah alisando Edward.

– Eu prefiro esse…

– Hei! Tira a mão dele! – Bati na mão da tal Kah.

– Desculpa… – Caah gargalhou enquanto abraçava a amiga tarada. – A Kah sempre teve uma quedinha por… Gays! – Zombou de Edward.

– Nem vem Caah, quem está pegando o gay é você!Mas… E o feijão? – Fez uma cara maliciosa. – Ele ainda da um caldo… HAHÁ… Entenderam? Feijão… Caudo…

-Desculpa… – O garçom se aproximou. – Gostaríamos de pedir um pouco de silêncio. – Sorriu carinhosamente. – Querem fazer seus pedidos?- Todos pediram o que queriam.

– E para beber?

– Eu quero uma coca-cola! – Falei.

– Mas amor, eu guardei seu suco… – Edward arrastou o copo para mim.

– Suco do que? – Emm enfiou o dedo no copo e colocou na boca. – Humm… Carambola, mas… – Olhou desconfiado para mim. – Você Odeia carambola!

– É, mas deu vontade. – Dei uma golada no suco.

– Bella, quer me contar algo?

– Não Ed… Quer dizer… Ér… Ok, eu confesso! – Joguei as mãos para o ar. – Eu odeio esse suco!

– Então porque pediu para eu comprar?- perguntou ele confuso.

– Da para vocês discutirem a relação depois? – Kah se intrometeu, agradeci mentalmente a ela – A hora da refeição é uma hora sagrada.

– Dois, três, quatro, cinco, meia, sete, oito, ta na hora de molhar o biscoito… Cara eu amo! Gabriel o pensador! – Caah falou rindo.

[…]

– Aqui está a conta… – O garçom trouxe a conta. – Jake pegou da mão dele, o garçom se retirou.

– Deus!  – Se levantou passando as mãos no bolso – Caah a carteira está com você?

– Não amor…- Respondeu ela.

– Deixa gente, eu pago… – Tirei meu cartão da bolsa.

– Nem pensar Bella! – Caah se levantou. – Eu tenho uma idéia melhor. – Se inclinou sobre a mesa e puxou meu cabelo.

– Ai! – Cocei o local – Sua louca o que…

– Shh! Observe e aprenda… – A doida jogou os fios sobre a sua sobremesa.

– OMG! – Se levantou bruscamente da mesa. – Garçom!- Arregalei os olhos ao perceber o que ela ia fazer.

– Sim senhorita?

– Olha isso… – Apontou para os fios dentro do seu pudim.

– Meu Deus, isso é impossível!- Disse ele, olhando com os olhos arregalados para o prato.

– Ata! – Caah, pois a mão na cintura e riu sarcasticamente.

– Então você está insinuando que minha amiga arrancou os fios do cabelo dela… – Kah apontou para mim. – E jogou popo… Proposi… Poprosi… Merda… Propositalmente no prato?

– Não, não quero insinuar nada, mas… Mas é impossível. – Disse ele ainda incrédulo

– Então como isso ocorreu? – Caah bateu o pé. – Prove!- O garçom foi até o gerente que veio a nossa mesa. Eu não conseguia acreditar que Caah estava fazendo aquilo.

– Boa tarde… – Sorriu elegantemente. – Só um minuto, já resolveremos isso. – O gerente se virou para o garçom. – Peça para que todos da cozinha venham aqui.- O garçom saiu, Caah sibilou para mim “Viu, essa foi fácil”. Coloquei minha cabeça na mesa, tentando esconder a vergonha.

– Senhorita, observe, é impossível… – Ouvi a voz do gerente. Levantei a cabeça e encarei com incredulidade aqueles cozinheiros… Detalhe: TODOS LOIROS!

– OMG! – Kah cobriu a boca – O que é isso? Preconceito contra os morenos?

– Não, é que todos são filhos e parentes meus.- Disse o gerente.Caah deu um sorriso amarelo.

– Acho que o vento deve ter lançado esse cabelo para cá… – Se virou para mim – Bells já que eles estão aqui porque não aproveita para… Ér… Pagar?

– Tome. – Entreguei meu cartão para o garçom. – Presente de casamento… – Sorri para Caah.

– Que vergonha… – Alice e Rosálie murmuraram juntas.

– Vergonha do que? Não estou roubando! – Caah se defendeu.

– Não roubou, mais tentou… – Tom falou pela primeira vez, eu até tinha esquecido que ele estava ali. – Eu podia mandar você para a cadeia… – Sorriu malignamente. -… De novo…

– Você é do mal! Eu nunca fiz nada, eu era uma garota inocente… – Choramingou.

– Hei Edward, Tom… – Vi Emmett cutucar Edward e Tom, e apontar para uma mesa próxima a nós. Emm murmurou algo para Edward e Tom. Edward lhe seu um tapa, e Tom lhe lançou um olhar que me deu até medo.

– O que estão cochichando? – Indaguei.

– Aquelas mulheres estavam olhando para os… – Edward tampou a boca do meu irmão e sorriu para mim.

– Nada amor… – Beijou minha testa.

– Então porque estavam sussurrando?- Foi a vez de Mariannie

– Por que… Por que… – Edward engasgou.

– Porque se fosse para vocês ouvirem, eu tinha falado alto.- Disse Emmett

– Emm você não é meu irmão, seu sem educação!- Dei uma olhada para trás e vi uma loira e uma ruiva encarando especificamente EDWARD E TOM.

– Se você olhar para trás novamente… Eu quebro o teu pescoço! – Ameacei Edward, que engoliu seco. Puxei ele pega gola da camiseta e colei meus lábios em seu ouvido. – O que é? Ela é melhor do que eu? – Edward arfou quanto sentiu minha mão em sua coxa, próxima da sua virilia.Vi que Maah também percebeu, e sussurrava algo,seriamente para Tom, que apenas tinha um sorrisinho no canto da boca.

– N-NÃO! – Respondeu alto. Afastei-me sorrindo.

– É isso ai, tem que botar ordem! – Rosálie gargalhou e virou-se para Emmett. – Você perdeu algo lá? Vai ficar sem tran…

– Rosálie! – Eu a repreendi e indiquei Margareth com minha cabeça.

– Ela ia dizer aquilo Bells?- Perguntou ela, me fitando.

– Sim Meg, ia dizer.- Suspirei.

– HAHA, TIO EMM VAI FICAR COM CARIE!

– O seu cartão senhorita… – O garçom estendeu o cartão para mim. – E isso… – mostrou dois guardanapos – É para o senhor…E esse para o senhor – Disse ele entregando para Tom e Edward.

– Não, deve ser um engano! – Edward rejeitou-se a pegar o papel.

– Não é engano Senhor. – Disse o garçom

– É sim. – Disse Tom.

– É não.- Disse o garçom confuso.

– Me da essa merda aqui! – Puxei o papel da mão do garçom. – Vai querer ler Edward? – Estendi o papel para ele.

– Não amor… – Sorriu. – Não quero ler.

– Mas eu quero! – Emmett puxou os dois guardanapos e abriu. – UAU, que doidera! – Começou a rir. – Se você ler maninha, tu vai querer arrancar o cabelo da loira.E você também Mariannie

– Acho que você é um baiano, ninguém nos EUA, fala “tu”! Tenho certeza que você é adotado… Só pode ser! – Esbravejei.

– Eu assisto muitos filmes brasileiros… – Sorriu.

– ME DEIXA VER… TIPO SOU MUITOOOOOO CURIOSA! – Karine se debruçou sobre a mesa e tomou o papel da mão do mongol do meu irmão. Caah e Thata esticaram o pescoço para ler com ela.

– O.

– M.

– G.

Fechei os olhos e respirei fundo para tentar reprimir a raiva que estava começando a me consumir. Eu estava louca para ler aquele maldito papel, mas estava com medo de fazer mal a mim e ao bebê.Maah catou com tudo o papel na mão de Karine.Seu olhar ficava cada vez mais sombrio a cada palavra que ela lia.Quando ela finalmente leu, lançou um olhar mortal a mulher ruiva.

– Querida você está bem? – Respirei fundo e abri os olhos.

– Sim Carlisle, obrigada. – Sorri. – Acho que já vou, ainda tenho que passar no hospital para pegar meu exame.

– E ir ao ginecologista… – Edward revirou os olhos.

– Um ginecologista gostoso, muito gostoso… Fui eu quem indicou. – Disse Caah alegremente.

– Obrigada Caah, está me ajudando muito!- Eu disse sarcasticamente.

– Ele é gostosa Camila? – Jake indagou olhando feio para ela.

– Não tanto quanto você… – Sorriu amarelo.

– Tive uma ideia! – Alice assustou a todos berrando feito louca.

– Qual?- Perguntamos todos juntos.

– Porque vocês não se casam todos juntos?- Disse ela animadamente.

– Por mim tudo bem… – Jacob sorriu. – Mas eu e Caah estamos planejando tudo para daqui 3 meses.

– Edward e eu não conversamos sobre data ainda.

– Nem eu e o Tom. Mas eu queria que fosse numa data especial. – Disse Mariannie.

– Mas crio eu, que você não vai querer estar tão… Grande. – Senti meus olhos marejarem e um soluço romper minha garganta.

– Oh Bells, eu não quis insinuar que você vai ficar gorda!

– Tudo bem Alice, tudo bem.

– 3 Meses estão bons para você Bells?- Perguntou Edward

– Quanto mais cedo melhor Ed… – Sorri.

– YAY! Eu posso ser a daminha de honra? – Meg perguntou.

– É óbvio que você será a daminha… – Caah mexeu no cabelo dela.

– E… – Alice mexeu os dedos freneticamente na mesa e me encarou com um sorriso pidão. -… Vocês já pensaram em quem… Sei lá… Quem vai ser a sortuda que organizará tudo?- Edward sorriu maliciosamente para Jacob, que retribuiu piscando.

– Eu estava pensando naquelas organizadoras de Seattle, que organizaram a festa de Emm… – Edward comentou.

– Claro! – Jake sorriu. – O casamento de Emmett ficou lindo.

– É caro… – Edward continuou. – Mas fiquei sabendo que não há organizadores melhores que os deles…- Os lábios de Alice tremeram enquanto seus olhos se enchiam de lágrimas.

-… Mas é obvio que eles estão errados… – Edward continuou. – Quem melhor do que minha irmã para organizar meu casamento?- Quando ele finalizou. Ali9ce olhou pra ele.

– AAAHHH! EU SABIA QUE VOCÊ NÃO TINHA SIDO ADOTADO! TEM BOM GOSTO COMO EU! – Alice começou a quicar na cadeira. – VAI SER O EVENTO MAIS FALADO DE FORKS – Edward gargalhou enquanto me abraçava.

– Oh… – Esme colocou a mão rente ao rosto. – Meu filho vai casar!

– Com a mulher mais linda desse mundo! – Edward completou, beijando meu rosto.

– Sai fora Duduzinho, eu não disse que aceitava me casar com você! – Caah zombou. – E… Quero avisar que vou convidar algumas amigas!

– Duduzinho? – Edward perguntou incrédulo.

– Claro né Caah! – Revirei os olhos. – O casamento também é seu! –  Virei-me para Edward e acariciei seu rosto. – Adorei… Duduzinho…

– Quantas pessoas mais ou menos Caah? – Alice tirou uma caneta de não sei aonde e começou a escrever em um bloco de notas.

– Não sei, até lá posso conhecer mais gente… – Eu ri, é claro que eu sabia que Caah tinha poucas amigas… Eu acho, mas daquela ali eu não subestimava.

– E sua família vem? – Esme indagou. Mariannie, Kah, Thata e Tom riram.

– Não vem… – Caah se encolheu.

– Por quê?- Perguntou Esme carinhosamente.

– Nossa família é do Brasil e da Inglaterra. – Maah começou. – Fomos expulsas da nossa família

– Eles moram no Brasil e na Inglaterra, mas são de uma religião… Diferente. – Caah completou

– Diferente? CARALHO, eles são é bizarros. – Kah gargalhou.

– Eita, você ainda vive com o caralho na boca. – Maah revirou os olhos.

– E a Caah com o Porra!- Dessa eu ri.

– Nossa família é muito… Severa. – Mariannie batucou a pequena colher de sobremesa na mesa. – Eles ainda são a favor dos casamentos arranjados.

– Eu e Maah nos rebelamos, e deu nisso… – Caah deu de ombros. – As duas deserdadas. HAHÁ! – Gargalhou.

– Qual é, eu não ia me casar com aquele velhão com cara de Dumbledore, eu tinha só 12 anos! E eu AMO usar roupas curtas, de preferência as que mostram Tudooo. – Maah disse.

– É isso ai prima! – Caah bateu na mão dela. – Quando a gente estava no ensino fundamental, íamos para a escola morrendo de medo. Pois nossa família tinha vergonha da gente e os outros alunos nos desprezavam. – Depois que Caah terminou, percebi as duas garotas que estavam paquerando Edward e Tom indo ao banheiro.

-Maah, vem ao banheiro comigo?- Disse dando um olhar significativo pra ela.

Maah PDV

Vi Bella me mandando um olhar significativo. E entendi quando vi a mesa das duas taradas vazia.

-Sim, vamos…- Eu disse reprimindo um sorriso malicioso. Acompanhei Bella até o banheiro, quando chegamos ao corredorzinho que nos levaria a porta, escutamos a conversa daquelas duas cobras.

– Eles já estão no papo amiga!Aquelas duas não são de nada comparadas a nós!- Disse uma das garotas.

– Hahaha… É verdade! Mas Meu DEUS santo amado, você viu como aquele de olhos azuis é gato?Ele é um Deus Grego isso sim.-Eu apertei meus punhos.

E o de cabelos cor de bronze… Aquilo sim é um deus grego!Você viu aquela panaca que estava do lado dele?– Disse a outra.

– Mas é claro que vi amiga, você está com tudo. Você viu como ela era gorda?Argh

– Eu vou mostrar pra essas duas quem é a “Gorda”!- Disse Bella com raiva.

– Bella, espera um pouco, estou tendo uma idéia. – Um sorriso maquialévico se formou em meus lábios. Bella me olhou com medo.

– A Caah faz essa mesma cara, quando está planejando encrenca. – Disse ela ainda me fitando. – Deve ser de família…

– Só me copie Bella, logo você entenderá tudo!- Disse puxando ela. Quando entramos, as duas garotas arregalaram os olhos. Com medo de a gente ter ouvido lago.

– Olá garotas!- Eu disse muito sínica. As duas começaram a gaguejar alguns comprimentos. Virei-me para Bella, lhe dando uma piscadela. Ela deu um sorrisinho e pegou um pó de arroz da bolsa. Eu peguei um batom.

– Bella, você viu como são gostosos os caras sentados ao nosso lado?Meu Deus me abana!- Eu disse empolgada olhando para o espelho. Percebi as duas garotas prestarem à atenção na conversa.

– Não é?E o gostoso sentado ao meu lado então?Você viu olhos dourados, musculoso… UI!-Disse Bella entrando no meu joguinho.

– Vocês viram?Eles são muito gostosos mesmo né?!-Disse a garota loira para nós.

– OMG. E os olhos azul-acinzentados, musculoso, gostoso… -Disse a ruiva animadamente para gente.

-Vocês os conhecem? – Perguntou a Ruiva.

Eu queria pular no pescoço daquela desgraçada. Vi que Bella também, mas ela não poderia fazer aqui, ela está grávida. HAHA Mas eu tenho força e determinação mais que suficiente para encarar essas duas piriguete. Já enfrentei malandro da pesada – Isso inclui a caah. Isso ia ser moleza.

-Não!- disse Bella

-Não mesmo!- Eu disse avançando em direção à ruiva. Minha máscara de cinismo caiu, revelando uma Mariannie fria e sem piedade. – Nem conhecemos a ponto de estarmos noiva deles!-Eu disse ainda avançando.

– No-no-noivas?- Gaguejou as duas em uníssono. Não agüentei e voeu no pescoço da ruiva.

– E se você falar daquele jeito sobre o MEU Tom de novo, eu acabo com sua raça!-Eu disse em tom de ameaça.

– Hei, larga ela sua louca!- Gritou à loira. Vindo pra cima de mim.

– HAHA…Você não me escapa não!- Disse Bella pegando o suporte de toalha e batendo na loira.Eu ri, então a ruiva pegou meu momento de distração para se soltar, e ainda começou a puxar meu cabelo.

– Está doida?-Perguntei dando um tapa nela. Ela recuou, meio tonta. Eu vi a  outra se levantando, indo em direção a Bella. Puxei- a

– Deixa que eu me vingo dela Maah!- Disse Bella com um sorriso travesso no rosto. E logo em seguida deu um tapão na loira. – E não ouse sequer chegar perto do MEU Edward Cullen!

– E nem do MEU Tom Riddle!- Eu disse olhando ameaçadamente para as duas. As duas se entreolharam e gaguejavam entre si.

– Eu disse que os conhecia de algum lugar, mas você não me deixou lembrar! – Disse a loira olhando feio para a ruivinha metida.

– Vamos logo sair daqui!- Disseram elas em coro novamente. E saíram correndo gritando que nem duas doidonas. Eu e Bella caímos na gargalhada.

-Toca aqui amiga!- Disse Bella. Eu toquei. E saímos rindo do banheiro.

PDV Tom

Annie e Bella estavam demorando muito no banheiro. Achei estranho, Annie não é uma mulher que demora muito pra se arrumar, agradeço a Merlin por isso. *[N/A: Merlin é um bruxo velho, como se fosse um Deus em HP (harry potter)] Mas quando o assunto é grife e moda, estou fora, pois Annie se empolga. Sempre amo quando ela fica ciumenta!Olhei para a mesa onde as duas moças estavam. Mas ELAS NÃO ESTAVAM LÁ. Olhei pro Edward, ele me olhou confuso.

– Edward… As meninas estão demorando e as outras garotas sumiram… – Ele se virou com tudo. Na mesma hora as duas garotas saíram correndo e gritando feito loucas. Levantamos-nos rapidamente e corremos para porta do banheiro. De lá saíram uma Bella normal, assim como minha Annie. Quando nos viram, ficaram sérias.

– Ahhh se vocês derem mole para mulheres além de nós.!- Disse Bella. E as duas caminharam para a mesa.

[…]

Bella PDV

– Gente o papo está ótimo, mas, preciso ir.- Eu disse.

– Eu também vou Bells… – Edward se levantou.

– É isso ai, não da trela para aquele ginecologista… – Jake provocou.

– Acho que hoje só vou pegar os exames, a consulta vou marcar para outro dia, não estou muito bem…

– Vamos Meg? – Edward a chamou.

– Claro Beward! – Pulou da cadeira. – Tchau gente… – Acenou. – Kah, Thata, foi um prazer conhecer vocês.

– Sou tua fã, bate aqui!- Disse Kah animada

– Kah, assim você assusta ela.- Disse Thata. Revirei os olhos. Aquelas duas sempre descutiam por tudo?

– Tchau gente. – Peguei minha bolça. – Mais tarde ligo para contar sobre o exame.

– Bella, deixa Meg aqui… – Caah fez um olhar pidão. – Mais tarde eu a levo.

– Você quer ficar com a Caah, Meg?- Perguntei

– SIM!- Ela deu um pulo

– Tudo bem… – Beijei sua testa – E você, leve ela intacta. – Eu ameacei

– Fica tranqüila, Bella… – Maah sorriu. – Está com a gente, está com Deus.- Um frio percorreu minha espinha.

#—X—#

N/A: Yay!

Oii pessoas! *-* E ai o que acharam do capitulo?! Nossa acho que me empolguei muito… falta mais 22 paginas e era para ser tudo em um só… Capitulo 31 era para ser TUDO isso mas maah e eu achamos melhor dividir :D

QUERO COMENTÁRIOS!

E desculpa pela demora tá… é que está dificil as coisas :D

BEIJOCAS :D

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: