Capitulo 36

N/A: Galera, peguei catapora, fiquei 15 dias de cama 😡 depois atualizei O REENCONTRO e I’LL BE THERE FOR YOU, agora, trago-lhes esse capitulo!

 

Ignorem os erros!

 

A maah vai me matar, mas eu não poderia esperar mais tempo, vou cadastrar a fic no twi contest o/

 

Comentem, quanto mais review, melhor vai ser para mim passar na triagem!

 

OBS: ULTIMOS CAPITULOS!!! Pra cada cap, um banner novo o/ Nhá, e antes que eu esqueça, queria mandar feliz aniversario para Tuany16 – seu aniversario já passou, mas desejo tudo de bom pra você.

 

 


Capitulo 36 – Despedida de Solteiro

 

 

PDV Rosalie

 

 

– Meninas para onde estamos indo?! – Caah perguntou enfiando a cabeça entre os bancos.

 

– Estamos indo para o paraíso… – Pisquei para ela pelo retrovisor.

 

– Paraíso?! – Esme indagou rindo.

 

– Bem, eu não diria que vamos exatamente para o paraíso. – Alice sorriu maliciosamente – Eu apelidaria mais como… inferno.

 

– Eita, a noite vai ser boa! – Caah se empolgou.

 

– Pode ter certeza!

 

PDV Emmett

 

 

– Ultimo dia de felicidade?! – O cabeçudo do meu cunhado leu o letreiro. – Não entendi.

 

– Depois dizem que eu sou o burro. – Rolei os olhos – Aqui é uma casa de Stripper cunhadinho, geralmente é aqui que rola despedidas de solteiro, ou seja, ultimo dia de felicidade porque depois você se casa e a alegria acaba.

 

– Vamos entrar. – Carlisle nos chamou.

 

– É hoje que as cabras viram bode!

 

Eles me olharam de uma forma estranha.

 

– Explique. – Jake pediu.

 

– Por favor – Jasper completou.

 

– Cabras são nossas mulheres, cabras não têm chifre, mas bode tem.

 

– Meu irmão, você fica melhor quietinho! – Tom passou o braço ao redor do meu pescoço.

 

– Que intimidade é essa?! – Perguntei rindo – O que a Caah te falou que acabou convencendo você a vir?

 

– Nós não íamos entrar?! – Mudou de assunto.

 

– Vamos. – Edward nos chamou.

 

PDV Bella

 

 

Arregalei os olhos ao perceber o que minha sogra trazia nas mãos.

 

– Olha o que eu achei! – Exclamou jogando os estranhos pirulitos sobre a mesa em que estávamos.

 

– ADORO PIRULITO! – Alice gritou.

 

Observei minha cunhada pegar um dos pirulitos e o desenrolar do plástico.

 

– OMG! – Meu queixo caiu.

 

– QUE DA HORA! – Caah pegou um também – assim como Rosálie, maah e até mesmo minha sogra. – Pirulito de Piru!

 

– Ew! – Gargalhei ao ver as cinco colocarem o pirulito na boca.

 

– Hum, que delicia! – Rosálie chupou o pirulito – Chupa também Bella.

 

– Não! – Levantei a mão – Isso é nojento!

 

– Como se você nunca tivesse colocado a coisa do Edward na sua boca.

 

– Mas…

 

– Mas nada! – Alice pegou um pirulito e jogou para mim.

 

Olhei o Pirulito.

 

– Vai fundo Bella. – Minha sogra me incentivou. Olhei incrédula para ela, que estava com o pirulito na boca.

 

Desembrulhei e levei o negocio vermelho até minha boca e o chupei… hum… era… bom?!

 

– OLHA QUE LEGAL! – Rosálie tirou o pirulito da boca – Você morde e ele tem leite condensado dentro.

 

Olhei para a boca da minha cunhada que estava toda suja de leite condensado.

 

– O que será que os meninos estão fazendo?! – Maah indagou mergulhando seu pirulito em sua Ice.

 

– Não sei! – Rosálie se colou de pé – Mas sei o que a gente vai fazer agora.

 

– E para onde vamos?! – Perguntei.

 

– Para o inferninho. – Ela sorriu apontando o outro lado da boate.

 

– O que é… inferninho?! – Esme perguntou amedrontada.

 

– A perdição! – Alice jogou os braços para o ar. – Vamos!

 

PDV Edward

 

 

– HEY! – Gritei ao sentir minha bunda sendo apalpada por aquelas stripper’s sem vergonha.

 

– Relaxa Edward. – Emmett falou em meu ouvido – Está parecendo que você não gosta de mulher.

 

– Claro que eu gosto de mulher! – Bufei – Mas essa mulher é sua irmã.

 

– Cara, essa hora ela deve estar dançando com uns gogo-boys! – Jake socou meu ombro – Esquece ela hoje e divirta-se.

 

– Como?!

 

– Eu te ajudo com isso. – Emmett sorriu maliciosamente para mim e empurrou-me para um sofá vermelho que tinha ali. – EI! – Ele acenou para uma loira que passava por ali, ela parou e sorriu.

 

– Sim?!

 

– Você poderia fazer um showzinho para o noivo. – Apontou para mim.

 

– Claro. – Ela lambeu os lábios e caminhou sensualmente até mim.

 

Oh merda!

 

 

PDV Bella

 

– O que elas tomaram?! – Esme apontou para as meninas que estavam encima do palco dançando com cinco strippers.

 

– Eu ti digo o que elas não tomaram. – Falei tomando minha coca-cola.

 

– Vergonha na cara?!

 

– Aham.

 

Rimos juntas.

 

– Você é Isabella?!

 

Virei-me para trás, vendo o cara que falava comigo.

 

Imagem: http://images02.olx.com.br/ui/8/65/68/1280772418_107785768_1-Fotos-de–GOGO-BOY-ANIMAcoES-11-75797784-1280772418.jpg

 

Mordi os lábios descendo meus olhos pelo seu corpo.

 

– Sou… eu.

 

– Ótimo! – Ele sorriu ajeitando a gravata borboleta e me pegou pelo braço, puxando-me em direção ao palco.

 

– Oh Não! – Tentei me soltar.

 

– As noivas sempre têm preferência. – Ele sorriu e acenou para mais dois Strippers… Marinheiros?!

 

Certo… isso aqui era mesmo o inferno!

 

– Essa é a noiva?! – O marinheiro de boxer perguntou.

 

– A própria.

 

– Vamos levá-la para o palco, Ricardão segura as pernas, Paulão a cintura.

 

Marinheiro de boxer (Paulão): http://images02.olx.com.br/ui/8/65/68/1280772418_107785768_2-GOGO-BOY-ANIMAcoES-11-75797784-Suzano-1280772418.jpg

 

Marinheiro de calça (Ricardão):http://1.bp.blogspot.com/_NU7Cl0cKQkE/SkEgpHS1wfI/AAAAAAAAFv8/XLviubxaa2c/s400/Gogo_boy.jpg

 

Fiquei com medo de saber aonde o garçom da gravata borboleta ia pegar.

 

– E você, vai pegar a onde?!

 

Opss…

 

– Vou pegar uma cadeira para você se sentar.

 

– Sério, eu não sei se isso é certo, eu vou me casar daqui alguns dias!

 

– Você vai se casar. – O Paulão piscou para mim – Ficamos sabendo que você tem passe-livre essa noite.

 

– Como vocês… eu mato aquelas meninas!

 

– TRAGAM ELA!

 

O.M.G!

 

Meu corpo foi erguido por aqueles dois… dois… brutosos – mistura de brutamontes com gostosos – e fui levada até a beira do palco, era possível ver a inveja nos olhos daquelas mulheres que viam a cena, HÁ!

 

Serio, eu estava me sentindo… parecia até vídeo clipe da lady gaga.

 

Quando chegamos ao palco o da gravata borboleta me puxou para cima e colocou-me sentada.

 

– BELLINHA SE DEU BEM! – Alice berrou.

 

Meu rosto ardia, céus, eu estava quase morrendo de vergonha.

 

 

=== Link Seguro ===

 

http://listen.grooveshark.com/#/s/TiK+ToK/2CibLS

 

 

====

 

 

A musica que estava tocando mudou para uma mais… agitada.

 

Era estranho ver aqueles três homens dançando para mim, me lembrei de quando Edward me fez aquele mini-stripper, aquilo sim foi excitante, mas isso aqui, bem isso era mais engraçado do que excitante.

 

Paulão mordeu os lábios e foi para trás de mim, tocando meus ombros e escorregando suas mãos pelo meu braço.

 

– AH ME PEGA!

 

– EU QUERO!

 

– QUE INVEJA!

 

Pisquei para as velhotas que estavam se mordendo de ciúmes. Ricardão encaixou uma de suas pernas entre as minhas e requebrou. Ri quando o da gravata mordeu minha orelha.

 

Certo, eu tinha que concordar, isso aqui é mesmo o inferno.

 

 

PDV Edward

 

– Está gostando gatinho?! – A loira perguntou enquanto serpenteava por meu corpo.

 

– Eu é… – Cocei a cabeça. Ela era gostosa, mas isso não significa nada. Porem, não ia dizer que não estava gostando, meus amigos me matariam. – Claro.

 

– Pronto gatinha. – Emmett se aproximou e colocou uma nota no sutiã dela – Agora a gente vai lá para dentro.

 

– Mas lá para dentro é só para os noivos.

 

– Sim, esse. – Emmett apontou para mim. – E aquele. – Apontou para o lado, segui a direção e vi Jake com os olhos esbugalhados, enquanto uma morena dançava para ele. – Eles são os noivos.

 

– Ah que pena… – Ela fez bico para mim – Eu ia passar meu telefone para você, mas se precisar desestressar, e sua mulher estiver com dor de cabeça, me liga baby. – Ela colocou um cartão no bolso da minha camisa.

 

– Obrigada, mas não vou precisar. – Tirei o cartão do bolso e devolvi a ela. – Minha mulher é foda.

 

– Ham! – Ela deu as costas e saiu rebolando.

 

– Vamos salvar Jake. – Apontei para o idiota que estava com a cara de que ia gozar a qualquer minuto.

 

– Hey Jake, a brincadeira acabou! – Emmett puxou a mulher de cima dele.

 

Jacob se levantou um pouco estranho, ri da cara dele.

 

– Certo, está comprovado. – Jasper disse – Edward é gay, Jacob é homem.

 

– Eu não sou gay!

 

– Então porque não se empolgou com a mulher?!

 

Revirei os olhos.

 

– Porque não consegui! – Bufei – Ao contrario de vocês, eu amo minha Bella, não consigo pensar em outra mulher que não seja ela.

 

Todos reviraram os olhos.

 

– Certo. – Emmett tocou meu ombro. – Venham.

 

Emmett passou a andar, começamos a seguir ele. Tom chegou perto de mim e sussurrou:

 

– Emmett fala como se conhecesse o lugar.

 

Franzi a testa.

 

– Será que… que ele veio aqui na despedida dele?!

 

– Se veio, veio sozinho.

 

– Que pervertido!

 

– O que as maricas estão conversando ai?!

 

Esbarramos em Emm que havia parado de andar.

 

– Nada.

 

– Certo.

 

[…]

 

=== Link Seguro ===

 

http://listen.grooveshark.com/#/s/Blah+Blah+Blah+Feat+3OH+3+/2vtyyu

 

====

 

– Eu acho isso uma idiotice! – Protestei novamente.

 

– Edward não é idiotice! – Jacob revirou os olhos – Você só vai tocar na mulher que está do outro lado, também buscando diversão.

 

Resmunguei.

 

– Será que as garotas estão na boate de lá?! – Tom indagou.

 

– Dificilmente. – Emmett deu de ombros – Há quatro boates em Port Angeles, seria conhecidência demais…

 

– E lá… – Pigarreei – Elas também podem ser tocadas?!

 

Jasper revirou os olhos

 

– Se você vai tocar alguém de lá. – Riu – Mas só se ela quiser entrar nessa cabine.

 

Travei os dentes.

 

– Vai logo filho! – Meu pai me empurrou para a cabine – Eu também quero ir.

 

Balancei a cabeça, incrédulo.

 

Entrei na porra da cabine e fechei a porta. Sentei-me na pequena cadeira e enfiei a mão no buraco apalpando algo.

 

PDV Bella

 

 

 

– Não! – Bati o pé – E se for um velho todo enrugado?!

 

– Você vai… ic… fazer a felicidade… ic… dele. – Alice falou soluçando.

 

De repente as cinco explodiram em gargalhadas.

 

– Eu não sei… – Mordi os lábios – Se Edward descobrir eu estou MORTA!

 

– Ele não vai… ic… descobrir. – Rosálie garantiu.

 

– É Bella!

 

– Vai fundo amiga!

 

– Rápido porque eu também quero.

 

Fui empurrada para dentro da cabine e a porta foi fechada.

 

– Certo. – Bufei. Sentei-me na cadeira e vi uma mão passando pelo buraco e apalpando eu joelho. – OMG, SEU TARADO! – Bati na mão do homem.

 

A mão dele rapidamente voltou para dentro do buraco.

 

Abri a porta e olhei para as meninas.

 

– Eu não quero fazer isso, ele me apalpou.

 

Esme revirou os olhos, assim como caah, Alice, Rose e Maah.

 

– Apalpa ele também!

 

– Certo.

 

Fechei a porta e voltei a me sentar. Seja o que Deus quiser.

 

Enfiei a mão no buraco.

 

 

PDV Edward

 

– É serio, ela me bateu!

 

Eles reviraram os olhos.

 

– Volta para lá!

 

Empurram-me novamente.

 

Amedrontado, fiquei de pé, no canto da cabine. Vi uma mão branca e até que bonita passando pelo buraco. Inclinei-me para olhar melhor o anel a mão dela.

 

– Bella… – Segurei sua mão só para ter certeza, e olhei melhor o anel.

 

Sem duvida era o que eu havia dado a ela.

 

Belisquei seu pulso, o que a fez tirar o braço. Ajoelhei-me no chão e enfiei a cara no buraco.

 

– BELLA!!! – Gritei.

PDV Bella

 

– BELISCA A MÃE! – Gritei nervosa.

 

– BELLA!!!

 

Dei um pulo para trás. Aquela voz…

 

– Merda, isso que é a alucinação da “culpa”? Até a voz do meu futuro marido estou ouvindo…

 

– Bells…

 

Certo, eu tinha certeza que não havia bebido nada, então… então da onde…

 

– ISABELLA!!!

 

Aproximei mais do buraco.

 

– Edward?! – Indaguei. Olhei pelo buraco e o vi. A raiva me tomou – NÃO ACREDITO QUE VOCÊ IA TOCAR EM UMA MULHER!

 

Pude ver ele se afastar franzindo a testa, e depois voltar para perto do buraco.

 

– EU QUE NÃO ACREDITO QUE VOCÊ IA DEIXAR SER TOCADA!

 

Bufei. Sentei-me no chão.

 

– Eu não queria entrar nessa cabine, sua mãe e as meninas me obrigaram.

 

– Minha mãe?!

 

– É!

 

Encostei minha cabeça na divisória.

 

– Certo, desculpa pelo surto.

 

Sorri. Coloquei minha mão no buraco e toquei seu rosto, eu acho.

 

– Tudo bem, eu também surtei.

 

Senti ele pegando minha mão e beijando-a.

 

– Pelo menos fui eu quem te apalpei.

 

Ri

 

– Mas me conta… – Entrelacei nossos dedos – O que você fez até agora?!

 

– É… bem… – Ele pigarreou – Não vou mentir, mas seu irmão me fez ganhar uma dança sensual.

 

– EU TE MATO! – Entortei seu dedo, pude ouvir seu resmungo de dor.

 

Então soltei sua mão e sorri maliciosamente.

 

– Certo, eu te perdôo. – Dei de ombros – Eu também ganhei uma dança sensual.

 

– O QUÊ?! – Gritou – NÃO ACREDITO QUE VOCÊ DANÇOU COM UM STRIPPER.

 

– Não amor, não dancei com um Stripper…

 

– Ah…

 

– Dancei com três. – Exclamei rindo. Ele não respondeu. – Amor, você está bem?!

 

Silêncio.

 

– Me diga que você não está se matando… – Tentei apalpar algo do outro lado – Amor, eu juro que não queria e nem cheguei a me excitar, você estava mais sexy de bombeiro salva-vidas.

 

– BELLA A COISA TA BOA AI?!

 

– AONDE VOCÊ TÁ COM A MÃO?! É EM ALGO GROSSO?!

 

– EU… ic… TAMBÉM QUEROOOO!

 

– Edward, preciso ir. – Murmurei – Nos vemos em meu apartamento.

 

– Certo… – Ele mordeu minha mão – Vai lá com seus Strippers.

 

– Edward não seja infantil.

 

– Ok, ok. Até depois.

 

Levantei-me e sai da cabine.

 

– Você demorou! – Alice me acusou. – O que estava fazendo?!

 

– Apalpando. – Dei de ombros – Quem vai ser a próxima?!

 

– Não vai ter próxima. – Rosálie segurou minha mão – VAMOS BEBER!

 

Fomos para uma mesa.

 

– SABE, VOCÊS SÃO ESTRANHAS! – Caah gritou.

 

– Porque está gritando?! – Indaguei tampando meu ouvido.

 

Ela me ignorou e voltou a falar.

 

– Vocês três são amigas, e o irmão de cada uma comeu a outra.

 

– Caah!

 

– Mas é a verdade verdadeira.

 

Alice riu pelo nariz.

 

– É verdade. – Concordou a nanica – O irmão de Bella comeu a Rosálie, o irmão de Rosalie me comeu e o meu irmão comeu Bella.

 

Eu nunca havia pensado naquilo.

 

– Isso que é amizade. – Maah zombou.

 

 

PDV Edward

 

Já se passava das 02h40min e eles continuavam a beber.

 

– Edward há quanto tempo você não se alivia?!  – Emmett inclinou-se por cima da mesa.

 

– Isso não se pergunta…

 

– Qual é, somos seus amigos. – Jasper insistiu.

 

– Depois que Meg mudou para o apartamento de Bella ficou meio difícil…

 

– Coitado… ic.

 

– Eu trepo todo dia. – Emmett falou com orgulho.

 

– Eu também.

 

– Eu também.

 

– Até eu.

 

– Sua mãe é insaciável.

 

– EW! – Fizemos cara de nojo para meu pai e falamos juntos – Não é legal saber disso.

 

– Também não é legal saber que você – Meu pai apontou para Jasper – Faz isso com a minha menininha.

 

– Verdade. – Jasper concordou e virou-se para Emmett – Também não é legal saber que você come minha irmã.

 

– Nem que o Edward come a minha!

 

Estaquei.

 

– Certo, acho melhor irmos embora.

 

– Qual.. ic… é Edward! – Jasper me socou. – Aindaaa está muitoooo cedoo.

 

– Filho! – Meu pai tocou meu ombro e se aproximou para sussurrar algo em meu ouvido – Se quiser pode ir, depois eu coloco eles dentro de um taxi.

 

– Obrigada pai. – Sorri. Levantei-me da mesa.

 

– A ondeee estáa indoo viadinhoo?! – Emmett perguntou totalmente embriagado. Era engraçado como ele falava de uma forma mais lenta.

 

– Vou… ao banheiro.

 

– Ta bom! – Emmett sorriu. Dei as costas para eles, mas pude ouvir Emmett gritando – NÃO SE ESQUEÇA DE BALANÇAR.

 

Sai rápido daquele lugar e fui para o estacionamento. Entrei em meu carro e dirigi para casa.

 

PDV Bella

 

 

– QUE BEIJINHO DOCE…

 

-… QUE ELE… ic… TEM!

 

-… DEPOIS QUE EU BEIJEI ELE, NUNCA MAIS BEIJEI NINGUÉM.

 

– NÃO É AMEI?! – Rosálie perguntou confusa – AH QUE SE DANE

 

Parei o carro em frente à casa de Esme e bati minha cabeça contra o volante.

 

Deus! O que eu fiz para merecer isso?!

 

– Chegamos. – Sorri pelo retrovisor – Vazem!

 

– Que… ic… delicadeza.

 

– Você não… ic… ama mais… nós!?

 

Revirei os olhos.

 

– Amo todas vocês. – Elas sorriram felizes, mordi os lábios – Mas agora está na hora das mulheres que amo ir dormir.

 

– Suruba?!

 

Gargalhei.

 

– Cada uma em um quarto. – Esclareci.

 

– Ow, que bom. – Caah suspirou aliviada e me encarou franzindo a testa. – Bella…

 

– Sim?!

 

– Nós vamos se casar juntas, isso significa que a lua-de-mel vai ser junta?! Sabe não tenho muita experiência em swings…

 

– Ew! – Eu e as meninas exclamamos juntas.

 

– Não caah, pelo amor de Deus! – Ri – Vamos casar juntas, mas a lua-de-mel é separada.

 

– Que bom, não gosto dessa fruta.

 

Abri a porta do carro e dei a volta.

 

– Certo. – Coloquei a mão na cintura. – Vamos brincar de siga o mestre.

 

– ADOROO ESSA BRINCADEIRA!

 

– POSSO SER A MESTRA?!

 

– NÃO, DEIXA EUUUU!

 

Suspirei.

 

– Eu sou a mestre, ok?! – Propus. – Vocês têm que me seguir.

 

Com muito esforço consegui que elas me seguissem até a sala.

 

– Vou passar um café bem forte para vocês. – Anunciei.

 

– Ok.

 

Fui para a cozinha e fiz um café bem forte para elas, quando voltei para a sala quis matá-las.

 

Todas estavam dormindo.

 

Alice e Maah no tapete. Esme e Rosálie no sofá e Caah… bem, esta estava embaixo da mesa de centro.

 

Levei a bandeja para a cozinha e a deixei sobre a mesa. Voltei para a sala, peguei minha bolsa, minha chave e sai da casa de Esme.

 

PDV Edward

 

 

Fechei a porta do carro e liguei o alarme. Caminhei até o elevador, apertei o botão e me encostei na parede esperando o elevador descer. Observei a Mercedes preta entrar no estacionamento e parar ao lado do meu carro.

 

Bella saiu de seu carro. Ela estava sexy naquele vestido, mas isso não minimizava o que ela me falou sobre os strippers.

 

Ela caminhou cabisbaixa. Quando ergueu a cabeça e me viu, fez uma careta.

 

O elevador chegou, entrei e segurei a porta para ela.

 

– Obrigada… – Ela murmurou entrando e indo para o outro canto, encostando-se e cruzando os braços.

 

Apertei o botão do nosso andar e virei-me para olhá-la.

 

– E as garotas?! – Indaguei.

 

– Eu deixei elas na casa de Esme. – Deu de ombros – Estavam todas bêbadas.

 

– Hmm…

 

O elevador parou, o clima estranho entre nós dois continuou. Caminhamos juntos até seu apartamento, abri a porta para ela passar.

 

– E os garotos?! – Perguntou, deixando sua bolsa e chave sobre o armário.

 

– Ficaram com Carlisle. – Deixei minhas coisas ao lado das suas. – Decidi vir embora mais cedo.

 

– Certo.

 

A segui até o quarto. Bella tirou suas sapatilhas enquanto caminhava até a cama, onde se sentou e soltou os cabelos que estavam presos em um coque.

 

– Vou tomar um banho. – Avisou, enquanto levantava e caminhava até o banheiro.

 

[…]

 

Enxuguei meus cabelos, pendurei a toalha. Sai do banheiro, Bella estava sentada na cama, com as costas contra a cabeceira.

 

Me deitei ao seu lado.

 

– Boa noite. – Bella inclinou-se colando seus lábios em minha testa para logo depois se deitar.

 

Bufei.

 

– Boa noite.

 

Deitei-me. Coloquei as mãos atrás da cabeça e fiquei olhando o teto. Porque ela não me beijou na boca?! Será que… que… não, tenho certeza que Bella não ficou com ninguém. Ou ficou?! Mas o que importa? Nós tínhamos um trato certo?!

 

– Bells…

 

– Edward.

 

Ergui a sobrancelha com a nossa sintonia.

 

– Fala você primeiro!

 

Ela revirou os olhos.

 

– Pare de falar junto comigo! – Exigimos, juntos. Bella franziu a testa, confusa.

 

– Certo, eu pergunto primeiro.

 

Mordi os lábios reprimindo a vontade de rir. Não era minha culpa se estávamos tão sintonizados assim.

 

– Vamos falar os dois juntos. – Propusemos um ao outro.

 

Assentimos.

 

Bella respirou fundo.

 

– Você ficou com alguém?! – Fizemos a mesma pergunta.

 

Arregalei os olhos assustado.

 

– Não! – Respondemos juntos, para logo em seguida rirmos.

 

Puxei Bella para mais perto de mim, deixando meu braço em sua cintura. Uma de suas pequenas mãos foi para minha nuca, seu rosto aproximou-se do meu. Capturei seus lábios.

 

– Eu te amo. – Sussurramos juntos. Bella riu contra meus lábios e tapou minha boca.

 

– Bem melhor. – Ela sorriu – Sabe, acho que você foi um bom rapaz hoje.

 

Tirei sua mão de minha boca e sorri para ela.

 

– Sim. – Beijei seu nariz. – Um bom rapaz.

 

Ela sorriu.

 

– Nós não jantamos, mas que tal comer sobremesa?!

 

– Deus atendeu minhas preces! – Joguei a cabeça para trás.

 

– Bobo!

 

– Amor, você não acredita o quão grande é a saudade que estou de você.

 

– Não imagino a saudade, mas imagino outra coisa grande.

 

– Tarada! – Rolei para cima dela. – É verdade mesmo?!

 

– O que?!

 

– O lance da sobremesa…

 

Ela sorriu escorregando as mãos por minha costa desnuda.

 

– É a mais pura verdade.

 

Não perdi tempo, vai que da a louca e ela desiste…

 

Juntei nossos lábios, enquanto minhas mãos percorriam a lateral de seu corpo, chegando à barra de sua pequena camisola e puxando-a para cima. Bella arqueou as costas, ajudando-me a retirar a peça. Gemi, que saudades daqueles meus dois amiguinhos. Céus!

 

– Temos que aproveitar… – Joguei sua blusa no chão, desci meus lábios até seu pescoço – Meg não está aqui…

 

Ela riu, enquanto gemia.

 

– Amor, podemos conversar depois…

 

– Certo.

 

As mãos de Bella desceram até o meu short e o puxou para baixo. Ajudei-a retirar a peça e aproveitei para me livrar de minha boxer. Derrapei meus lábios por seu busto, chegando aos seus – meus – seios lindos.

 

– Amor… – Ela puxou meus cabelos – Eles estão doloridos…

 

– Isso significa que…?!

 

– Evite-os.

 

– Impossível! – Resmunguei, ela fechou a cara. Dei um sorriso amarelo. – E o resto eu posso chupar, né?!

 

– Aham…

 

– Ok.

 

Dei um selinho em cada seio e – muito contrariado – desci para sua barriga… ou devo dizer barrigão?! Certo, não seria legal eu dizer isso em voz alta, pois Bella iria me deixar na mão… literalmente.

 

Continuei trilhando beijos, quando me aproximei de sua calcinha, a retirei com os dentes.

 

– Anda logo amor… – Bella resmungou.

 

– Você disse que eu podia chupar o que quisesse…

 

– Mas eu não estou a fim de esperar! – Minha bolinha puxou-me pelos cabelos.

 

– Certo… – Dei de ombros – Eu nem queria mesmo…

 

– Edward…

 

– Ok. Ok.

 

Ri. Voltei para cima, tomando seus lábios. Deixei a ponta de a minha língua escorregar para dentro de sua boca, encontrando a sua.

Desci minha mão até seu certo, e a acariciei.

 

– Hmm… – Bella mordeu minha boca. – Por… favor.

 

– Por favor o que gostosa?!

 

– Ande… logo.

 

– Não senhora. – Sorri e a penetrei com um dedo. – Deixe-me brincar um pouquinho.

 

Bella fechou os olhos rendendo-se aos meus toques. Depois de um tempo tocando-a, percebi que Bella estava quase chegando ao épice. Retirei meu dedo e me deitei ao seu lado.

 

– Merda! – Resmungou – Eu estava quase lá…

 

– Calma amor. – A virei de costas para mim, puxei sua perna para trás e a penetrei.

 

Bella jogou a cabeça para trás, aproveitei para usufruir de sua pele, enquanto eu me movia para dentro e fora dela.

 

Uma de suas mãos foi jogada para trás, agarrando os cabelos de minha nuca.

 

PDV Bella

 

Fechei os olhos sentindo o enorme prazer que Edward estava me proporcionando. Nossos corpos estavam suados, nossos gemidos ecoavam pelo quarto a cada estocada que meu noivo dava.

 

Era incrível como nossos corpos podiam estar conectados.

 

Mas novamente, quando estava próxima ao épice, Edward saiu de mim.

 

– Ed…

 

Ele só sorriu, colocando-se sobre mim e abrindo minhas pernas.

 

– Gosto de te amar assim, olhando seus olhos.

 

Enquanto novamente me penetrava seus lábios juntaram-se nos meus abafando nossos gemidos. Edward afastou-se para me olhar.

 

Arranhei suas costas, pedindo por mais.

 

Edward passou a colocar um pouco mais de força e agilidade em suas investidas.

 

– Isso é… muito… bom.

 

– Sim amor… – Ele concordou ofegante.

 

Senti que estava chegando ao meu limite, minha intimidade contraiu-se, apertando o membro de Edward. Um tremor passou por todo meu corpo, como descargas elétricas. O liquido quente de Edward me inundou, explodimos juntos em um êxtase total.

 

Seu corpo rolou para meu lado, puxando-me junto. O abracei com força. Eu estava exausta, passei minha perna sobre seu quadril e me aconcheguei em seus braços.

 

– Eu… te amo. – Murmurei ofegante e beijei seu pescoço.

 

– Eu também princesa. – Abraçou-me.

 

Fechei meus olhos, aguardando nossas respirações se normalizar

 

– Nem posso acreditar que no próximo capitulo vamos nos casar… – Edward apoiou-se nos cotovelos para me olhar – Vamos ter uma linda lua-de-mel.

 

– Você não me disse aonde vai ser… – Fiz bico.

 

– Assim acaba com o clima de surpresa. Controle-se amor, logo você saberá.

 

– Ok.

 

– Quer comer algo?! – Ele indagou, tocando meu rosto – Você só fez um lanche antes de sair.

 

– Não, obrigada. – Deitei minha cabeça em seu peito – Eu quero dormir um pouquinho.

 

– Pensei que iríamos aproveitar… mais…

 

– Me desculpa amor. – Murmurei sonolenta. – Estou cansada.

 

– Tudo bem. – Ele beijou minha testa. – Durma querida.

 

Balbuciei algo em resposta. Edward começou a fazer cafuné em mim, o que só contribuiu para que eu caísse mais rápido no sono.

 

PDV Edward

 

Bella dormiu em meus braços, desliguei um dos abajur e cobri nossos corpos.

 

– Adocica meu amor, adocica…

 

Franzi a testa, era a voz de Emmett?!

 

– Emmett cala a boca!

 

Jasper?! Emmett?! Mas o que eles faziam aqui? E como entraram?!

 

– Como será que Bella vai reagir quando souber que Edward não voltou conosco?!

 

– Minha irmã tomou chifre…

 

– Mas Bella deve estar na casa de Esme, dormindo com as garotas.

 

– Então de quem é aquela bolsa ali…?

 

Algo caiu no chão. Bella se remexeu em meus braços.

 

– Caralho Jake, presta atenção!

 

– Será que o Ed trouxe a Stripper para o AP de Bella?! Que danado!

 

– Vamos embora, já sabemos que ele chegou bem.

 

– Eu estou aqui, acha que não vou dar uma espiadinha?!

 

– Vamos!

 

Sentei-me na cama. O que aqueles idiotas estavam fazendo aqui?!

 

Levantei-me, e coloquei minha boxer que estava no chão. Caminhei na ponta dos pés até a porta.

 

– Ta ouvindo algo?! – Era a voz de Tom, até ele?!

– Ed é silencioso, ou estão dormindo.

Abri a porta, os quatro estavam apoiados nela, despencaram um sobre o outro.

 

– O que estão fazendo aqui?! – Inclinei-me para dar um tapa na cabeça de Emmett.

 

– Você sumiu da boate… – Meu cunhado olhou para a cama – Se deu bem heim.

 

– Não é o que vocês estão pensando.

 

– Fica calmo Edward. O que fazemos em uma boate, fica na boate.

 

– Não fica nada em lugar algum! – Revirei os olhos – E é em Las Vegas.

– E quem é a morena que você trouxe para o AP da Bella?! – Jasper indagou, levantando-se de cima dos outros. – Cara, tinha que ser na cama dela?!

 

Olhei para a cama. Bella estava virada para o outro lado, por isso não virão que era ela.

 

– Seus idiotas! – Os ajudei a se levantarem. – Aquela é a Bella! – Bufei – Cadê Carlisle?!

 

– O deixamos na boate. – Jake sorriu – Ele não queria deixar nós procurarmos por você, então pagamos para uma dançarina o distrair.

 

– E deu certo. – Tom riu – Nunca vi Carlisle tão… perdido.

 

– Dêem o fora daqui! – Pedi. – Bella precisa descansar.

 

– Ta, ta e ta… – Emmett revirou os olhos. – Me deixa puxar o edredom?!

 

– Não! – O empurrei para longe da cama. – Deixe sua irmã.

 

– Amor… – Bella estava despertando.

 

– Vocês fiquem em silêncio. – Sibilei para os idiotas e voltei para a cama, segurando seu coberto e impedindo que ela o tirasse.

 

– Estou aqui princesa. – Toquei seu rosto.

 

– Adocica meu amor, adocica.

 

Lancei um olhar mortal para meu cunhado, que dançava no meio do quarto.

 

– Hmmm… – Minha mulher resmungou passando seu braço por meu pescoço, sem abrir os olhos. – Amor, estou animada, quer sobremesa?!

 

– Bells… – Comecei a responder, no entanto, fui interrompido.

 

– Eu quero! Tem pudim?!

 

Bella abriu os olhos assustada, e me empurrou.

 

– O.que.vocês.estão.fazendo.aqui?! – Perguntou em um tom ameaçador.

 

– Viemos ver se Edward chegou bem em casa. – Tom explicou.

 

– Ou, se foi seduzido por aquela stripper que passou o numero do telefone dela para ele…

 

Balancei a cabeça negativamente.

 

– Edward?! – Bella me chamou – Passa o numero pra cá!

 

– Amor, eu devolvi para ela, juro. – Fiz minha melhor cara de cachorro de rua.

 

– Certo.

 

Virei-me para os quatro.

 

– Acho que está na hora de vocês irem…

 

– Me deixa dormir aqui! – Emmett pediu, jogando-se na cama – Eu prometo não te encoxar.

 

– Claro… – Bella sorriu.

 

-… que não. – Completei.

 

Emmett se levantou, parecendo magoado.

 

– Ok. Nós sabemos quando não somos bem vindos.

 

– Que bom. – Bella piscou para ele. – Mas como vocês entraram aqui?!

 

– Digamos que tom sabe cutucar o buraquinho… – Emmett tocou no ombro de Tom.

 

– Está certo.

 

– Amor. – Beijei a testa de Bella – Vou levá-los para a casa de minha mãe.

 

– Ok. – Ela sorriu. – Eu te espero acordada.

 

– Sobremesa?!

 

– É, sobremesa.

 

– QUE BURRA! – Emmett explodiu em gargalhada. – “Eu te espero acordada”… – Imitou a voz da irmã – Se você vai esperar tem que ser acordada.

 

– Tira ele da minha frente! – Bells apontou para Emmett.

 

– Ok.

 

[…]

 

– Pronto cambada! – Parei o carro.

 

– Obrigadinho Ed. – Emmett beijou minha bochecha.

 

– Emmett! – O empurrei – Eu sou só da sua irmã.

 

– Eu não tenho ciúmes…

 

Revirei os olhos.

 

– Tchau Edward. – Tom, Jasper e Jacob saíram do carro. Olhei para o meu cunhado que ainda estava no carro.

 

– Emmett…

 

– Sim? – Virou-se sorrindo.

 

– Saia – Acenei para a porta.

 

– Ah, é isso.

 

Ele abriu a porta e saiu.

 

– Adocica meu amor, adocica…

 

Fiquei ali, até que os quatro estivessem dentro da casa. Voltei para o apartamento todo empolgado, quando abri a porta do quarto e me desanimei todinho. Bella estava dormindo. É, por hoje não tem mais sobremesa.

 

 

 

***

 

N/A: Não ficou lá muito engraçado, eu queria ter caprichado melhor…

Eu realmente fiquei super mal, catapora quase me matou 😦

 

Espero que compreendão.

O proximo capitulo sai mais rapido o/

 

Comentem, preciso de review para inscrever a fic no TwiContest!

 

HAHA!

 

Bjs meninas!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: