Capitulo 7

PDV Edward

Eu já não tinha mais forças para nada. Não caçava não saia, não falava… Para mim isso era quase a morte. Eu preciso tela em meus braços e dizer o quanto a amo. Ela é a razão da minha existência… O meu meteoro, que agora caiu no horizonte e deixou tudo ofuscado com sua brilhante luz. Alice dissera que ela está bem, pois quando tenta vela enxerga borrões, mas ela ainda está com a criança…

PDV Bella

Rosálie me ensinou a caçar e me adaptar a vida vampira. Por tanto tempo eu sonhei em ser o que sou agora. Mas não me sinto entusiasmada, eu queria tornar-me uma vampira para ficar todo o sempre com ele, mas agora que não o tenho, minha única razão de permanecer forte é Renesmee.

Renesmee se desenvolve muito rápido, deis de inteligência até tamanho. Seu cheiro é uma mistura doce, floral; uma mistura de campeio com humana. Graças ao meu grande esforço de autocontrole em menos de uma semana depois de minha transformação, eu já podia estar perto dela. Mas eu não sentia “aquela sede”, pelo contrario, o cheiro dela era muito doce e enjoativo e isso facilitou para mim.

Rosálie ainda está conosco. Tínhamos nos mudado de local, saímos do pequeno chalé e viemos para uma casa que Rosálie comprou.

Minha filha é a coisa mais linda, tinha os meus olhos – de quando eu era humana -, seus cachos pareciam um pouco com os de Charlie e a cor de seus cabelos era m idênticos aos de Edward.

– Nessie, tá na hora do papá! – Rosálie estava ajoelhada ao lado do sofá, entregou uma pequena mamadeira para Renesmee. Nessie é o apelido que Rosálie colocou nela. Nessie levantou suas pequenas mãozinhas e encostou no pescoço de Rosálie.

– Oh! Que mal educada eu sou – Rose riu e se virou para mim. – Nessie perguntou se você quer?-Disse ela me olhando divertidamente.

– Obrigada amor! A mamãe já caçou. – Falei com minha nova voz, que mais me lembrava uma doce melodia.

Assim como Alice, Edward, Jasper e Emmett; Renesmee tem um dom eficaz como meio de comunicação. É como o dom de Aro, mas ao invés de ler pensamentos ela põe lembranças em sua cabeça, lembranças que muitas vezes são perguntas.

Renesmee era real e eu a tinha, ela era a mesma por quem eu havia lutado desde o início. Minha pequena cutucadora, aquela que eu amei mesmo sem ver. Metade Edward, perfeita e linda. E metade eu – o que, surpreendentemente, em vez de desprecia-lá, a tornou melhor. Eu estivera certa o tempo todo. Ela valia a luta.

Rosálie acha que meu dom é o autocontrole, pelo fato de me manter controlada e não matar Nessie e nem ninguém. Por um tempo mínimo, fiquei decepcionada. Como é? Sem visões mágicas? Nem talentos ofensivos formidáveis, como, hã, lançar raios pelos olhos ou coisa assim? Nada de útil nem bacana?

Pelo menos eu tinha um dom. Podia não ter nada. Mas pensando bem… Se eu não tivesse esse “Dom”, não poderia ficar com Renesmee. Isso muda os fatos, fazendo o dom de autocontrole super útil.

Quando Renesmee terminou de se alimentar sentei ao seu lado. Ela deitou a cabeça em minhas pernas. Ela tinha só uma semana de vida, mas aparentava ter três anos de idade. Sua pequena mão pousou em meu joelho, pedindo para que eu contasse mais sobre os Cullens para ela, como eu sempre fazia, mas ela os adorava sem ao menos os conhecer.

– Seu tio Emmett é grandão como um Urso – Contei, enquanto jogava os braços para o ar e imitava um urso. – Ele é muito bobão, qualquer brecha que você dá ele faz piadas. – Falei sorrindo, Rosálie voltou para a sala e se sentou aos pés de Renesmee.

– Mas ele é muito lindo e carinhoso. – Rosálie falou para Renesmee que sorriu mostrando seus dentinhos.

– Vó Esme e Vô Carlisle – Continuei. – São os mais carinhosos e responsáveis. -Eu disse sorrindo amavelmente.

– Alice é consumista e louca por moda, shopping, maquiagem. – Renesmee gargalhou quando Rosálie descreveu sua tia.

– Ela é uma louca que me fazia de Barbie. Adorava me vestir. – Nessie se sentou jogou a cabeça para trás e riu. Colocou a mão nas pernas de Rosálie e as duas gargalharam.

– O que ela te mostrou? – Perguntei curiosa.

– Mostre para sua mãe. – Rose incentivou, ainda rindo. Renesmee tocou meu braço e me “mostrou” uma Barbie com meu rosto. Eu ri.

– Bem vamos continuar… – Prossegui. – Seu tio Jasper é o mais “normal”, ele não fala muito, ama muito sua tia Alice… E FIM! – Encerrei, mas já sabia sua próxima pergunta. Renesmee pulou em meu colo e disse com os olhos cerrados.

– Está faltando uma pessoa mamãe… -Disse ela com s olhinhos brilhando.

– Ow! Esquecemos do Edward. – Rosálie disse batendo a mão na testa.

– Bem, Edward… Ér… Hã… – Tentei achar um modo de descrever ele, mas não consegui. Nessie sabia que ele era seu pai.

– Deixa isso comigo! – Rosálie puxou Nessie para o seu colo e começou – Como seu tio Emmett diz: “Seu pai é o mais exibido”, – Rosálie imitou a voz de Emmett, e isso fez Nessie gargalhar. – Ele não é o mais bonito dos Cullens, mas dá para o gasto. – Rose riu. – Ele lê mentes, toca piano, compõem melodias e é insuportável.

– Por quê? – Nessie cruzou os bracinhos e fez bico.

– Porque é assim que eu gosto de chamá-lo. – Rosálie deu de ombros.

– Rosálie, Edward não é insuportável. – Discordei.

– É tia! Meu papai não é! – Nessie concordou comigo.

– E ele é o mais lindo e perfeito. Só perde para o Emmett em questão de testosterona. – E burrice, completei mentalmente. Ficamos ali, sentados na sala, até que Renesmee caiu no sono.

– Bella, eu estava pensando em ir visitar o Emmett. – Rose falou assim que colocamos Renesmee na cama.

– Você deve está “morta” de saudades do grandão, né?-Eu disse sorrindo.

– Sim, estou. Mas não vai ser por muito tempo, logo estarei de volta. -Disse ela com um sorriso gigante no rosto.

– Eu tudo bem, mas… – Cocei a cabeça. – Você vai esperar Renesmee acordar? Para poder se despedir?-Perguntei

– Claro Bella. A mostrinha é o que eu mais amo nessa minha não-vida. -Disse ela me abraçando.

– Ok, mas… – Disse interrompendo o abraço.

– Mas?- Perguntou ela me olhando na expectativa.

– Não diga para ninguém onde estamos. Não sei se estou pronta para enfrentar Edward, não sei se vou conseguir… -Eu disse olhando fixamente para o nada.

– Pode deixar, não pensarei nem em você nem em Nessie, perto dele. – Ela gruniu. – Ele não merece saber a quão linda ela é, e o quanto você ficou bonita.

– Obrigada… -Agradeci.

Rosálie partiria amanhã, pedi para ela mandar saudações a todos e se possível dizer a Jake que estou com saudades, ele ainda é meu melhor amigo… Eu acho.

  1. Eu acho que se o Jake é seu amigo de verdade ele nunca deixaria de ser.
    Mais um capitulo perfeito!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: