Consequência de um ato

Conseqüência de um ato

 

 

– Pai! – Nike puxou a calça do pai.

 

– Sim filho? – Joey abaixou.

 

– Não consigo amarrar! – O garoto mostrou o cadarço desamarrado.

 

– Vamos lá. – Joey sorriu, pegou os dois cadarços, pronto para ajudar o filho – Faça duas orelhinhas de coelho… – Dobrou os cadarços – E as leve para dentro da toca.

 

– Obrigada papai! – O pequeno jogou os braços ao redor do pescoço do pai – Eu te amo.

 

– Eu também querido.

 

– Nike, vamos!

 

Suzana, a mulher de Joey e mãe de Nick, o chamou.

 

– Ate mais tarde papai.

 

– Até depois filho.

 

Joey Stweet é um médico egocêntrico e arrogante que só pensa em dinheiro, por isso todos se afastavam dele. Seus pais morreram há dois anos. Não tinha amigos, restava para si apenas o filho e a mulher.

 

Naquela manhã, ele saiu de casa e fora para o hospital onde trabalhava.

 

Seu dia passou rápido.

 

Quando estava pronto para ir embora, foi barrado pela enfermeira Karine.

 

– Doutor Stweet.

 

Joey bufou irritado. Seu dia havia sido cansativo, ele só queria sair daquele inferno e ir para sua casa.

 

– O que? – Indagou ríspido.

 

– Você precisa atender o paciente que chegou, ele sofreu um acidente, está com hemorragia.

 

– Os pais deles estão ai? – Joey suspirou pesadamente.

 

– Não, não sabemos quem são os familiares dele.

 

– E quem vai pagar pelo atendimento dele? – Joey riu ruidosamente – Não vou ficar como um babaca aqui, meu horário já deu, o deixe morrer.

 

A enfermeira ficou paralisada enquanto Joey caminhava para fora do hospital.

 

No estacionamento sua consciência já pesava.

 

Droga” Pensou “Certo, só uma olhada, nada mais

 

Rodou em seus calcanhares e voltou até a emergência.

 

– Onde está o paciente? – Perguntou impaciente.

 

– Não é mais necessário… – Karine mordeu os lábios e apontou para a maca, onde um pequeno corpo estava coberto por um lençol.

 

Os olhos de Joey desceram até o pé do garoto.

 

“Igual ao tênis do meu filho” Pensou.

 

Por um minuto, uma hipótese passou pela sua cabeça.

 

– Não pode ser… – Ele negou com a cabeça.

 

– O que senhor?

 

Joey ignorou a pergunta de Karine e se aproximou da maca.

 

Com as mãos tremulas ergueu o lençol.

 

E ali estava ele, seu filho… morto.

 

***

 

Às vezes, deixamos o egoísmo e a avareza dominar nossas vidas, e com isso, acabamos deixando as coisas mais importantes em segundo plano, por exemplo: Uma vida.

Se Joey tivesse visto o paciente antes, teria salvado uma vida.

A vida do seu próprio filho…

Não se deixe dominar pelo egoismo e arrogância, isso pode arrancar de sua vida quem você mais ama.

“Historia Baseada Em Fatos Reais”

***

Sempre há duas opções.

Uma é certa e a outra errada.

Um passo em falso ou uma escolha errada, pode mudar toda sua vida.

 

Anúncios
  1. Nossa! Muito tenso!

  2. nooooooooooosa! fiquei de boca aberta!(literalmente).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: